sábado, 25 de dezembro de 2010

SENHOR!

Não permita nunca minh'alma vazia,
nem meu corpo vergado pelo cansaço
ou que sentimentos percam a estesia...

É tempo de Natal! Sou apenas semente
pequena que teima germinar e acreditar
que a igualdade não é um sonho pendente!

Senhor!
Não deixe o medo obscuro apagar a luz
ou a violência insana acorrentar o amor!

Que todo coração aflore sua claridade
e estenda a mão em constante doação
conhecendo a plenitude, a humildade!

Ó meu Senhor! Não permita jamais
que eu veja um irmão com indiferença
e nas trevas do egoísmo oculte minha paz!

Que a esperança brilhe em cada olhar,
que a fé vença todas as adversidades
e que o Deus Menino esteja em todo lar
!

Nenhum comentário:

Postar um comentário