domingo, 12 de dezembro de 2010

Quando pensamos em ter filhos nos preocupamos com o mundo em que eles viverão. Sempre idealizamos em como poderíamos melhorá-lo, mas em algum momento da vida deixamos esses ideais de lado, pois essa meta de deixarmos o mundo melhor sempre é fracassada por gerações a fio.
Mas se pensássemos em fazer o contrário haveria uma possibilidade de dar certo: preparar melhores seres humanos para o mundo. Pessoas melhores podem fazer um mundo melhor.
Muitos pais distorceram a idéia de não serem autoritários e se tornaram permissivos em excesso. O resultado disso é que as crianças e adolescentes de hoje não têm respeito pelos próprios pais, assim, não possuem respeito por nada nem ninguém.
A obrigação de educar é dos pais, o que significa que têm que impor limite. Uma criança que cresce sem limites é uma criança sem controle, um ser humano em formação tomando decisões sem a maturidade de um adulto.
Os pais precisam entender que não se recompensa o tempo perdido com os filhos com permissividade. Nossos filhos têm que estar preparados para o mundo, isso significa que eles têm que aprender a ser respeitosos, gentis, que não se joga lixo no chão, que violência é inaceitável, que temos que respeitar a natureza, que professores são essenciais para sua educação e merecem respeito.
Crianças têm que ouvir não e serem limitadas na hora certa. Assim saberão o que é errado, impróprio e inaceitável. Filhos que aprendem cidadania tornam-se pessoas responsáveis e esclarecidas. Somente educação e conhecimento podem mudar alguma coisa.
Não podemos esquecer algo muito importante: a forma mais eficaz de se ensinar algo a seu filho é dando exemplo. Crianças podem até aprender e respeitar o que dizemos, mas elas costumam seguir exemplos.
Imaginem nossos filhos tornando-se adultos respeitosos, verdadeiros cidadãos, dignos e honestos? Visualizem pessoas assim tomando as rédeas do mundo, tornando-se líderes dos países e cidades, prontos para fazerem o que um político deveria fazer, obtendo respostas dos cidadãos que também agem como eles.
Para se resolver problemas enraizados é preciso mexer na terra, não adianta podar, molhar... tem que preparar a terra, adubar, plantar e só depois colher os frutos. Então prepare seu terreno e cultive sua plantinha pensando nisso e quem sabe poderemos vê-los crescerem num mundo melhor? 

Autora:Flávia Pantoja Strafacci

Nenhum comentário:

Postar um comentário