sábado, 30 de outubro de 2010

A cada um de nós compete uma tarefa especifica, na difusão do bem. Erga-se, para trabalhar, porque as tarefas são muitas e importantes, e poucos são os que tem consciência delas.

Quando o amigo caminha para o abismo:


Quando temos alguém a quem dedicamos o melhor da nossa vida, temos a tendência de dedicar o mais alto grau do nosso cuidado também, mas já diz uma amiga minha que conselhos só devem ser dados quando pedidos, e eu acrescento, além de pedidos, é bom ter a certeza de que eles serão levados em consideração. Mas será que seguimos conselhos como este?! Provavelmente não, porque nossa intenção de ver o bem daquela pessoa a quem estimamos é maior do que o limite entre a amizade e as decisões pessoais.
Quem está de longe consegue ver de forma mais ampla, mas quem está de perto não acredita nos detalhes que a amplidão proporciona e assim foca naquilo que está em frente aos olhos, ignorando tudo e todos que estiveram além disso, e ao ver aquela pessoa estimada caindo no buraco, nós entramos em desespero e as vezes somos capazes das coisas mais insanas para tirá-la do tal caminho, mas não adianta dar conselhos a quem não quer ouvi-los, certas pessoas só aprendem apanhando e as nossas boas intenções nunca poderão mudar essa realidade…
O que fazer então?! Ficar nas bordas do abismo, para quando o pedido de socorro se fizer ouvir, sermos os primeiros a estender os braços…

quinta-feira, 28 de outubro de 2010


Mansidão do Ser

A cada palavra recebida com raiva
Que eu a retorne com brandura
A cada dardo peçonhento lançado
Que eu os devolva como rosas sem espinhos
A cada palavra envida com pedras
Que eu devolva em forma de bola algodão para limpar a ferida
A cada água fervendo lançada para queimar
Que eu pulverize com o ar gelado formando um lindo Arco Íris
A cada pensamento negativo
Que eu o consiga despejar nas águas puras e cristalinas do rio
Ao me deparar com suas corredeiras
Que eu consiga navegar até chegar a mansidão deste rio.
Essas breves palavras são para fortalecer a alma
Aquecer os corações daqueles que estão petrificados
Com gelo do desamor, ódio e rancor.
Autora Claudia Baêta

Caminhe sempre resolutamente no sentido de seu progresso. Se não quisermos acompanhar a evolução do universo, seremos arrastados a isso por meio da dor, e progrediremos de qualquer forma.

A força de palavras simples...

Lendo uma prece árabe descobri a força de palavras simples...

Deus...
Ajude-me sempre a dizer a verdade na presença dos fortes e jamais dizer mentiras para ganhar os aplausos dos fracos.
A mentira é o véu negro que envolve a vida, escondendo a felicidade, a força e a fortuna.

Se me der a força, não me tire a lucidez, companheira da verdade...

Se me der prosperidade, não permita que eu perca a modéstia, conservando apenas o orgulho da dignidade.

Nunca me tire a esperança....
E quando me ferir a ingratidão e a incompreensão dos meus semelhantes, cria em minha alma a força da desculpa e do perdão.

E, finalmente, senhor, se eu Te esquecer, eu peço, mesmo assim, que nunca se esqueça de mim!

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Não diga que a vitória está perdida.Tenha Fé em Deus tenha Fé na Vida.Tente outra vez....

Tente outra vez...


A diferença entre um fracasso e um sucesso não é aquilo que sai errado. Tanto os que fracassam quanto os que atingem o sucesso, em qualquer área da vida, cometem erros. Muitas vezes, os mesmos erros. Você não fracassa por fazer as coisas erradas. Fracassar por desistir ao fazer as coisas erradas.
Em qualquer momento da história, em qualquer país do mundo e em qualquer mundo do universo, não existe nenhuma diferença nos erros cometidos pelos que têm sucesso e os que têm fracasso. Nenhuma diferença. Na verdade, normalmente, os que levam os troféus da vida cometem erros maiores, mais caros e mais dolorosos do que aqueles que ficam comendo pipoca na arquibancada da existência. Naturalmente, a imagem que fica dos vencedores é aquela do pódio, do momento em que o herói levanta o troféu. Mas é somente uma cena do filme da vida dos vitoriosos. A cena editada.
Quantas vezes você viu Ayrton Senna deprimido, chorando, triste, bravo, suando enquanto reclamava que não conseguia fazer cooper, porque seu peito parecia doer? Provavelmente, nenhuma. Mas ele era humano e, por isso, também fracassava. Ainda assim, você tem a imagem do seu carro cruzando a linha de chegada, ele carregando a bandeira do Brasil e a música eternizada do tan-tan-tannnn tan-tan-tannn. Você se lembra dele no topo do pódio, levantando o troféu. Você lembra do minuto da vitória. Apenas quem conviveu com ele lembra das horas de preparação, dos dias de esforço, das milhares de vezes que ele errou e, rapidamente, corrigiu seu rumo.
Você não fracassa por fazer as coisas erradas. Fracassa por desistir ao fazer as coisas erradas. Ayrton Senna cometeu todos os erros que um piloto pode cometer. Mas ele tinha um propósito e não desistiu jamais. Anote isso em sua mente: tanto os que fracassam, quanto os que atingem o sucesso, em qualquer área da vida, cometem erros. Muitas vezes, os mesmos erros. Mas os que têm sucesso não desistem. Eles continuam. Eles têm constância de propósito.
Você errou. Doeu, talvez não somente em você, mas em outras pessoas. Você sofreu. Ótimo. Isso prova que você está mais próximo do pódio, mais perto de atingir seu sonho.
Como disse Benjamin Disraeli, o segredo do sucesso é a constância de propósito. Você fez uma burrada? Excelente. Somente quem faz parte dos personagens do filme fazem burradas. Os outros pagam o ingresso no cinema para assisti-los. Entre no filme da sua vida. Você não fracassa por fazer as coisas erradas. Fracassa por desistir ao fazer as coisas erradas. Tente novamente, por mais improvável que seja. Tente. Tente. Tente!
Não importa o tamanho de sua queda, do seu erro, da sua derrota, você está mais próximo agora do que estava antes. Por isso, não desista. Jamais!
Autor Aldo Novak

A felicidade não depende do que nos falta, mas do bom uso que fazemos do que temos. Thomas Hardy

A Gentileza

Ser gentil é ter a percepção da palavra,
do gesto ou da ação necessária para reconfortar
o coração dos outros, sem que alguém lhe peça.
É ter o intuito de ser um doador constante
que fortalece a união e proximidade
entre todos.
É não ter tempo para se envolver em pensamentos
negativos nem interesse em ver os defeitos
dos outros. A presença tão sincera e generosa
daquele que é gentil constitui um estímulo
visível ao bem-estar dos outros, tornando-se
um presente em pessoa.
Autor António Sequeira

segunda-feira, 25 de outubro de 2010


Ajude o Mundo!

A cada um de nós compete uma tarefa especifica, na difusão do bem.
Erga-se, para trabalhar, porque as tarefas são muitas e importantes,
e poucos são os que tem consciência delas.
Ajude o mundo, para que o mundo possa ajudá-lo.
Estenda seus braços eficientes no cultivo do Bem,
para que, quando os recolher, os traga cheios dos frutos
abençoados da felicidade e do amor.  

Mensagem extraída do livro "Minutos de Sabedoria" C.Torres Pastorinho

Com seu olhar, atitude e ações amorosas criem um mundo amoroso.

OS DOZE MANDAMENTOS CONTRA O STRESS


I - Os desejos são ilimitados, o seu tempo não.  
Defina metas, prioridades da sua vida. Faça periodicamente uma revisão de seus objetivos.

II -  Você é responsável e senhor da própria qualidade de vida. 
Defenda seus direitos. Aprenda a ser eficaz e a ter ritmo: trabalho / lazer, alimentação / jejum, ação / repouso, inspiração / expiração. A qualidade de vida é uma planta que necessita ser regada sempre.

III - Você é um só.  
Você só tem um coração. Portanto, faça uma coisa de cada vez. Tenha atividades e relações relaxantes, que não tragam a necessidade contínua de competir ou correr atrás o tempo todo.

IV - 
Cuide do seu corpo.
Escolha alimentos saudáveis, evitando agressões do tipo fumo, droga, excesso de bebida e comida. Reduza a ingestão de café. Beba oito copos de água, no mínimo, por dia. Mantenha seus intestinos bem funcionantes. 
Faça atividades físicas, no mínimo três vezes por semana, compatíveis com seu temperamento e condições físicas. Mantenha seu peso corporal em um nível satisfatório para você. 
Ponha os pés descalços na terra por um mínimo de 20 minutos, em um lugar de muito verde, uma vez por semana, para descarregar. Faça um chek-up anualmente. Tenha um médico de confiança.

V - Cuide de sua mente. 
Seja seletivo com o que lê e vê. Reduza o hábito de assistir televisão. Exercite sua criatividade com música e artes em geral. Faça coisas que nunca fez, indo a lugares que nunca foi. Quebre rotinas e experimente o novo.

VI -  Que a sua casa seja um lar. 
Um lugar acolhedor que o receba ao final de um dia cansativo, oferecendo-lhe conforto, calor à sua alma, repouso e amorosidade. Que seja um ninho para refazer as suas forças. Cuidado: não gaste todas as suas energias para ter uma casa e todos os bens de consumo do mundo moderno. Pode não lhe sobrar nem um minuto para usufruí-la. 
Tornar uma casa um lar é um aprendizado contra o stress.

 
VII - Descubra quem é você.  
Qual é seu temperamento, quais são suas crenças? Seja coerente com elas. Defenda seu bem-estar. Cultive um respeito saudável por sua individualidade e privacidade.


VIII - Não seja onipotente. 
Aprenda com os outros, procure ajuda necessária com amigos, médicos, terapeutas. Ouça e veja, para depois identificar quem são os aliados necessários e aqueles que deve evitar. 
Não avalie pessoas e situações com preconceito. Às vezes, a resposta de uma situação difícil e estressante está numa atitude ou pensamento inédito.


IX - Conheça e respeite o outro. 
Ouça com atenção, buscando compreender o que o outro quer dizer. Ao verbalizar, certifique-se de estar sendo claro e compreensivo com o outro. O outro não é melhor nem pior que você. Ele é diferente, o que torna necessário o esforço de entendimento de ambos os pontos de vista. 
Aceitar e usufruir as diferenças é sabedoria.


X - Amor, intimidade e sexualidade.  
Relações compulsivas, superficiais, narcisistas são como fast-food: costumam ser atraentes, mas não são nutritivas e podem custar muito caro a médio prazo. Cuide para desenvolver intimidade com pessoas com as quais sinta afinidade. 
Cultive a espontaneidade, sinceridade, amizade, alegria e prazer nas trocas afetivas. Deixe o sentimento fluir: "O amor faz bem ao coração".


XI - Centre-se e equilibri-se. 
Todos os dias encontre em tempo para esvaziar-se e estar consigo mesmo (pelo menos um banho prolongado e tranqüilo). Use técnicas auxiliares como meditação, respiração e massagens para relaxamento. 
Não seja escravo nem de si mesmo. Tenha férias! Contra o stress, o período mínimo de férias é de 21 dias consecutivos. Tenha férias compatíveis com suas condições físicas, psíquicas e financeiras. Lembre-se: programas com muitos estímulos são prazeirosos para quem está vitalizado. Não leve em sua bagagem de férias seu chefe, sua firma, companhias desgastantes, seu computador e outras malas sem alça.


XII - Tenha fé. 
Uma situação, qualquer que seja, nunca é apenas boa ou ruim. Haverá sempre custos e benefícios. Quanto mais luz, mais sombra. Nunca se esqueça de que tudo é temporário. é muito importante preservar-se para a próxima etapa. 
Você é único, o que te faz valioso. Confie em você mesmo e na ajuda cósmica.


Jornal Estado de Minas
Acely Gonçalves

Harmonizar nossas personalidades é o maior desafio que podemos encarar. As três qualidades que nos permitem melhor alcançar este desafio são: amor, misericórdia e perdão.

Pensa Posivo:

Quando você conseguir superar
graves problemas de relacionamentos,
não se detenha na lembrança dos momentos difíceis,
mas na alegria de haver atravessado
mais essa prova em sua vida.

Quando sair de um longo tratamento de saúde,
não pense no sofrimento
que foi necessário enfrentar,
mas na bênção de Deus
que permitiu a cura.

Leve na sua memória, para o resto da vida,
as coisas boas que surgiram nas dificuldades.
Elas serão uma prova de sua capacidade,
e lhe darão confiança
diante de qualquer obstáculo.

Uns queriam um emprego melhor;
outros, só um emprego.
Uns queriam uma refeição mais farta;
outros, só uma refeição.
Uns queriam uma vida mais amena;
outros, apenas viver.
Uns queriam pais mais esclarecidos;
outros, ter pais.

Uns queriam ter olhos claros;
outros, enxergar.
Uns queriam ter voz bonita;
outros, falar.
Uns queriam silêncio;
outros, ouvir.
Uns queriam sapato novo;
outros, ter pés.

Uns queriam um carro;
outros, andar.
Uns queriam o supérfluo;
outros, apenas o necessário.

Há dois tipos de sabedoria:
a inferior e a superior.

A sabedoria inferior é dada pelo quanto uma pessoa sabe
e a superior é dada pelo quanto ela tem consciência de que não sabe.
Tenha a sabedoria superior.
Seja um eterno aprendiz na escola da vida.

A sabedoria superior tolera;
a inferior, julga;
a superior, alivia;
a inferior, culpa;
a superior, perdoa; a inferior, condena.
Tem coisas que o coração só fala
para quem sabe escutar!


Autor Francisco Cândido Xavier

sábado, 23 de outubro de 2010

Onde você encontrou Jesus hoje?

A fé é a segurança de que não estás só,
que teus momentos são, um a um,
tecidos pelas mãos de Deus.
A fé é a certeza que a noite
tem no amanhecer;é a certeza
que pressente a alegria,
mesmo na dor.
Na fé, teu ser sempre está
onde deve estar;
aprendendo e ensinando,
momento a momento,
o que é necessário para
que tua jornada sempre esteja
em constante evolução.

Pois só o coração entende
a linguagem de Deus,
o qual é movido, puramente,
pela fé.
Ter fé nada mais é do
que acreditar
que cada passo traz um
novo ensinamento,
que te levará a outro passo.
A fé faz parte de ti,
aceita-a em paz.


 Autor Estação Paz

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Caminhe com amor e confiança. Viver com decidido amor é antecipar o paraíso.

Antes de servir

“Bem como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir.” – Jesus. (Mateus, 20:28.)


Em companhia do espírito de serviço, estaremos sempre bem guardados.

A Criação inteira nos reafirma esta verdade com clareza absoluta.
Dos reinos inferiores às mais altas esferas, todas as coisas servem a seu tempo.
A lei do trabalho, com a divisão e a especialização nas tarefas, prepondera nos mais humildes elementos, nos variados setores da Natureza.
Essa árvore curará enfermidades, aquela outra produzirá frutos.

Há pedras que contribuem na construção do lar; outras existem calçando os caminhos.
O Pai forneceu ao filho homem a casa planetária, onde cada objeto se encontra em lugar próprio, aguardando somente o esforço digno e a palavra de ordem, para ensinar à criatura a arte de servir.

Se lhe foi doada a pólvora destinada à libertação da energia e se a pólvora permanece utilizada por instrumento de morte aos semelhantes, isto corre por conta do usufrutuário da moradia terrestre, porque o Supremo Senhor em tudo sugere a prática do bem, objetivando a elevação e o enriquecimento de todos os valores do Patrimônio Universal.
Não olvidemos que Jesus passou entre nós, trabalhando. Examinemos a natureza de sua cooperação sacrificial e aprendamos com o Mestre a felicidade de servir santamente.
Podes começar hoje mesmo.
Uma enxada ou uma caçarola constituem excelentes pontos de início.

Se te encontras enfermo, de mãos inabilitadas para a colaboração direta, podes principiar mesmo assim, servindo na edificação moral de teus irmãos.

Deus permitiu a existência das quedas d´água para aprendermos quanta força de trabalho e renovação podemos extrair de nossas próprias quedas.

Todo ser humano possui sonhos

Todo ser humano possui sonhos .
Sonhos grandes, sonhos pequenos, sonhos.

Sonhos nascem a cada dia, a cada hora, a cada minuto. Sem percebemos,
um sonho nasce dentro do nosso coração. Sonhos nos motivam a viver, a
continuarmos caminhando. Vivemos, na verdade, na busca da realização
dos nossos sonhos. Às vezes, pessoas que estão ao nosso redor Tentam
matá-los com palavras de pessimismo. Acham que, se não podem realizar
seus sonhos, As outras pessoas também não merecem realizar os seus.
Puro egoísmo. Muitas vezes, achamos que não conseguiremos realizá-los,
Que eles estão muito distantes de nós. Ou achamos que não merecemos,
porque não somos ninguém. Se não acreditarmos neles, os perderemos.
Temos que tirar do baú os sonhos, caso contrário, eles envelhecem E
assim não conseguiremos mais realizá-los A realização vem pela luta,
esforço e persistência. Caminhar ao lado de pessoas que nos motivem a
sonhar E a persistir nos mesmos é muito importante. É um passo para a
realização deles. Mesmo que tudo o leve a pensar que parece
impossível, Não desista do seu sonho. Busque forças dentro de você.
Peça ajuda a Deus. Nenhuma oração volta sem resposta. Acredite que
tudo pode acontecer Quando desejamos do fundo do coração. Da Bíblia
temos que : "Tudo posso naquele que me fortalece" Tudo e não algumas
coisas Acredite na beleza dos seus sonhos E na capacidade de
realizá-los. Você é capaz ! Sonhe sempre.

Nunca deixe de sonhar 

Autor Desconhecido

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Neste momento, o meu coração, refeito, vem agradecer-Te. Obrigado, Senhor, muito obrigado!

Agradece

Agradece as mãos que te constróem a existência, 
decorando-a com as tintas da alegria e da esperança, 
mas endereça os teus pensamentos de gratidão 
àquelas outras que te ferem com os espinhos da incompreensão,
ensinando-te a conviver e a servir.

 
Agradece as vozes que te embalam os anseios, 

entretecendo hinos de paz e amor com que te inspiram as melhores realizações, 
no entanto, envia as tuas vibrações de reconhecimento àquelas outras que te exageram essa ou aquela falha, 
induzindo-te a compreender e a perdoar.
 
Agradece aos amigos que te proporcionam mesa farta, 

impulsionando-te a pensar na abastança da Terra, 
mas não recuses respeito àqueles que, 
em algum tempo, 
te sonegaram o pão, 
levando-te a prestigiar a fraternidade e a beneficência.
 
Agradece aos irmãos que te reconhecem a nobreza de sentimentos,
louvando-te o trabalho, entretanto, 

não olvides o apreço que se deve àqueles outros que te menosprezam, 
auxiliando-te a descobrir os tesouros da humildade e da tolerância.
 
Certa feita, um pedaço de carbono sumido no monturo pediu a Deus o
levasse para a superfície da Terra, 

a fim de ser mais útil. 
O Supremo Senhor ouviu-lhe a súplica e determinou
fosse ele detido no subsolo para a devida maturação.
O minério humilde aceitou a resposta e permaneceu na clausura, 

por séculos e séculos, 
suportando a química da natureza com o assalto
constante dos vermes que habitavam o chão.
Chegou, por fim, o tempo em que o Criador mandou arrancá-lo para
atender-lhe aos ideais. 

Instrumentos de perfuração exumaram-no a
golpes desapiedados e o lapidário cortou-lhe o corpo, 

de vários modos,
em minucioso burilamento.
Mas quando o carbono sublimado surgiu, de todo, aos olhos do mundo,
Deus o havia transformado no brilhante, que passou a brilhar, entre os

homens, parecendo uma flor do arco-íris com o fulgor das estrelas.

Recarregue as baterias. Preencha-as com ânimo e fé. Para tal, olhe para a sua própria existência. Ela, por si, é um sinal da presença de Deus em você.

A mochila e as pedras

Um fervoroso devoto estava atravessando uma fase muito penosa de sua vida, com graves problemas de saúde em família e sérias dificuldades financeiras. Por isso orava diariamente pedindo que o livrassem de tamanhas atribulações.

Um dia, enquanto fazia suas preces, um anjo lhe apareceu, trazendo-lhe uma mochila e a seguinte mensagem:

O Senhor se compadeceu da sua situação e lhe manda dizer que é para você colocar nesta mochila o máximo de pedras que conseguir, e carregá-la com você, em suas costas, por um ano, sem tirá-la por um instante sequer. Manda também lhe dizer que, se você fizer isso, no final desse tempo, ao abrir a mochila, terá uma grande alegria. E desapareceu, deixando o homem bastante confuso e revoltado.

"Como pode o Senhor brincar comigo dessa maneira? Eu oro sem cessar, pedindo a Sua ajuda, e Ele me manda carregar pedras?" Já não me bastam os tormentos e provações que estou vivendo? "Pensava o devoto. Mas, ao contar para sua mulher a estranha ordem que recebera do Senhor, ela lhe disse que talvez fosse prudente seguir as determinações dos Céus, e concluiu dizendo:

Deus sempre sabe o que faz...

O homem estava decidido a não fazer o que o Senhor lhe ordenara, mas, por via das dúvidas resolveu cumpri-la em parte, após ouvir a recomendação da sua mulher. Assim, colocou duas pedras pequenas, dentro da mochila e carregou-a nas costas por longos doze meses.

Findo esse tempo, na data marcada, mal se contendo de tanta curiosidade, abriu a mochila conforme as ordens do Senhor e descobriu que as duas pedras que carregara nas costas por um ano inteiro tinham se transformado em pepitas de ouro... , apenas duas pequenas pepitas.

Todos os episódios que vivemos na vida, inclusive os piores e mais duros de se suportar, são sempre extraordinárias e maravilhosas fontes de crescimento.

Temendo a dor, a maioria se recusa a enfrentar desafios, a partir para novas direções, a sair do lugar comum, da mesmice de sempre.

Temendo o peso e o cansaço, a maioria faz tudo para evitar situações novas, embaraçosas, que envolvam qualquer tipo de conflito.

Mas aqueles que encaram para valer as situações que a vida propõe, aqueles que resolvem "carregar as pedras", ao invés de evitá-las, negá-las ou esquivar-se delas, esses alcançam a plenitude do viver e transformam, com o tempo, o peso das pedras que transportaram em peso de sabedoria.

Como está sua mochila?
Autor Desconhecido
 

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Plante sementes boas de paz e otimismo, vivendo bem com sua consciência.

Haja o que houver eu estarei sempre com você

Na Romênia, um homem dizia sempre a seu filho:

- Haja o que houver, eu sempre estarei a seu lado.

Houve, nesta época um terremoto de intensidade muito grande, que quase alisou as construções lá existentes nesta época.

Estava nesta hora este homem em uma estrada. Ao ver o ocorrido, correu para casa e verificou que sua esposa estava bem, mas seu filho nesta hora estava na escola.

Foi imediatamente para lá. E a encontrou totalmente destruída. Não restou, uma única parede de pé.

Tomado de uma enorme tristeza ficou ali ouvindo, a voz feliz de seu filho e sua promessa. (não cumprida)

"Haja o que houver: eu estarei sempre a seu lado".

Seu coração estava apertado e sua vista apenas enxergava a destruição. A Voz de seu filho e sua promessa não cumprida, o dilaceravam. Mentalmente percorreu inúmeras vezes o trajeto que fazia diariamente segurando sua mãozinha.

O portão (que não mais existia); Corredor. Olhava as paredes, aquele rostinho confiante: Passava pela sala do 3º ano, virava o corredor e o olhava ao entrar. Até que resolveu fazer em cima dos escombros, o mesmo trajeto. Portão Corredor Virou a direita

E parou em frente ao que deveria ser a porta da sala. Nada! Apenas uma pilha de material destruído. Nem ao menos um pedaço de alguma coisa que lembrasse a classe. Olhava tudo desolado.

E continuava a ouvir sua promessa.

"Haja o que houver, eu sempre estarei com você''.

E ele não estava.

Começou a cavar com as mãos.

Nisto chegaram outros pais, que embora bem intencionados, e também desolados, tentavam afastá-lo de lá dizendo:

- Vá para casa. Não adianta, não sobrou ninguém.

- Vá para casa.

Ao que ele retrucava:

- Você vai me ajudar?

Mas ninguém o ajudava, e pouco a pouco, todos se afastavam. Chegaram os Policiais, que também tentaram retirá-lo dali, pois viam que não havia chance de ter sobrado ninguém com vida. Haviam outros locais com mais esperança.

Mas este homem não esquecia sua promessa ao filho, a única coisa que dizia para as pessoas que tentavam retirá-lo de lá era:

- Você vai me ajudar?

Mas eles também o abandonavam. Chegaram os bombeiros, e foi a mesma coisa.

- Saia daí, não está vendo que não pode ter sobrado ninguém vivo? Você ainda vai por em risco a vida de pessoas que queiram te ajudar pois continuam havendo explosões e incêndios.

Ele retrucava:

- Você vai me ajudar?

- Você está cego pela dor não enxerga mais nada. Ou então é a raiva da desgraça.

- Você vai me ajudar?

Um a um todos se afastavam.

Ele trabalhou quase sem descanso, apenas com pequenos intervalos, mas não se afastava dali. 5, 10, 12, 22, 24,30 horas.

Já exausto, dizia a si mesmo que precisava saber se seu filho estava vivo ou morto.

Até que ao afastar uma enorme pedra, sempre chamando pelo filho, ouviu:

- Pai estou aqui!

Feliz fazia mais força para abrir um vão maior e perguntou:

- Você está bem?

- Estou. Mas com sede, fome e muito medo.

- Tem mais alguém com você?

- Sim, dos 36 da classe 14 estão comigo estamos presos em um vão entre dois pilares. Estamos todos bem.

Apenas conseguia se ouvir seus gritos de alegria.

- Pai, eu falei a eles: Vocês podem ficar sossegados, pois meu pai irá nos achar. Eles não acreditavam, mas eu dizia a toda hora. Haja o que houver, meu pai, estará sempre a meu lado.

- Vamos, abaixe-se e tente sair por este buraco.

- Não! Deixe eles saírem primeiro Eu sei que haja o que houver você estará me esperando! 

Mensagem Esparsa

 

A Fé, a Humildade, a Caridade e Generosidade deve fazer parte do nosso dia a dia.

Gratidão

No silêncio desse dia que amanhece

Nada quero pedir-Lhe Pai...

E sim muito Lhe agradecer...

Agradeço-Lhe pelo meu ser perfeito...

Pela alegria que existe em viver mais esse dia

Reconheço o Seu poder que é o Amor Universal...

Sua Lei ame uns aos outros como a si mesmo...

Bem como sei que cada coisa está no seu devido lugar

Reconheço que estou no lugar certo, na hora certa, na família certa

Tenho amigos e amizades que mereço...

Se existir inimigos visíveis ou invisíveis muito Lhe agradeço, pois

Com eles aprendi através da dor e cresci espiritualmente...

Perdão Pai pelos tropeços que por ventura tenha cometido

Dê-me forças, fé, coragem para trilhar o Seu caminho que é do Bem

E do Amor..

Por tudo isso Pai Amantíssimo sou lhe grata hoje e sempre.

Autor:Ivete Tayar

Acordamos a cada manhã, prontos para um novo dia, a ser vivido com entusiasmo e vitalidade, é um privilégio. É motivo para agradecermos a Deus pelo milagre da vida. O desafio que cabe a cada um de nós é fazermos deste mundo um lugar melhor para todos. O mundo pode melhorar porque existimos.

As Palavras:

As palavras de entusiasmo têm o poder de se converter em realidade dentro de nós.

Elas são “mágicas”.

Quanto mais as dizemos para nós mesmos, mais elas se tornam verdadeiras, reais, palpáveis.

Se pendurássemos num painel, a cada dia, uma mensagem positiva, ao fim de algum tempo teríamos um quadro inteiro capaz de despertar nós otimismo, perseverança, alegria.

Os outros, quando ouvem as nossas palavras animadoras, sentem um estímulo que os despertam, que lhes faz bem.

Pense nisso!

Criança

De tudo o que nos cerca na vida, um dos dons mais preciosos que Deus nos proporciona é a presença da criança.

Ela tem o dom especial de dar sabor e graça a tudo. Contenta-se com tão pouco: um passeio, um por de Sol, um pacote de pipoca.

E tem a pretensão de que o mundo inteiro lhe pertence. É sua a árvore, a bola, a peteca. É seu o pássaro, o jardim. São seus o carro do papai e o batom da mamãe.

Uma criança nasce com um brilho angelical e mesmo crescendo, sempre fica um elo de luz suficiente para nos cativar o coração, mesmo que ela se sente no lodo, chore a todo o volume, faça um berreiro ou ande pela casa se gabando depois de vestir as melhores roupas e sapatos de sua mãe ou de seu pai.

Ela pode ser a mais carinhosa do mundo e parecer a mais ingênua, até o ponto de esgotar a nossa capacidade de responder perguntas.

Quando está brincando, produz todo tipo de ruídos que nos colocam os nervos à flor da pele.

Quando a repreendem ela fica quietinha, faz beicinho, carinha de choro. Mas continua com esse brilho angelical nos olhos.

Ela é a inocência jogada na terra, a beleza fazendo cambalhotas e também a mais doce expressão do amor materno, quando acaricia e faz dormir a sua boneca ou o seu bichinho de pelúcia.

Quando Deus a cria, utiliza uma parte da matéria-prima de muitas de suas criaturas. Usa os gorjeios do sabiá e os saltos do gafanhoto, a curiosidade e a suavidade do gato, a ligeireza do antílope e a teimosia de uma mulinha.

Gosta de sapatos novos, de sorvete, brinquedos, do jardim de infância, dos companheiros de folguedos e de correr atrás dos pombos e do gatinho.

Adora livros de colorir, as lições de dança, a bola e o patinete.

Ama a praia, o sol, o mar, as férias, o luar e as estrelas.

Não gosta que lhe penteiem o cabelo e é a mais ocupada criatura na hora de ir para a cama, porque sempre precisa acabar alguma coisa que ainda nem começou.

Ninguém nos dá maiores aflições ou alegrias, desgosto ou satisfações ou o mais legítimo orgulho.

Pode bagunçar nossos papéis de trabalho, o cabelo e a roupa. É especialista em nos pedir tempo para compartilhar das suas brincadeiras e tem uma fértil imaginação.

Às vezes, pode parecer uma calamidade que quase nos desespera com tantos ruídos e travessuras.

Mas quando sentimos que as nossas esperanças e desejos estão a ponto de cair por terra, quando o mundo parece que se fecha para nós; quando chegamos a pensar que o fracasso logo nos alcançará, ela nos converte em majestades, quando se senta em nossos joelhos, passa os bracinhos pelo nosso pescoço e pede para contar um segredo no ouvido, e diz: Eu te amo!

* * *

As crianças são como espelhos. Na presença do amor, refletem o amor. Quando o amor está ausente, elas nada têm a refletir.

Guardamos sérias responsabilidades para com esses espíritos que nos foram confiados por Deus, nosso Pai,.

Na condição de pais, é nosso dever guia-os pelos caminhos do bem, falar-lhes de responsabilidades e dos objetivos da vida.

E a melhor forma de ensinar é exemplificar. E exemplificar exige que se dedique tempo e amor aos nossos filhos. 





AMAR É...

O que é o amor?

É sentimento. É estado d´alma?

E como buscá-lo, como vivê-lo. desde que todos os grandes Espíritos que vieram à Terra disseram ser ele o caminho seguro?

Os conceitos atribuídos ao amor são inúmeros. As discussões filosóficas tornam-se sem fim.

Porém, o que realmente precisamos conhecer é sua prática, sua vivência em nossos dias.

A compreensão maior virá como consequência, como se precisássemos estar em seu íntimo para finalmente descobri-lo.

O amor é o sacrifício pelo próximo que, aos olhos do mundo, é pesado, é difícil, mas para quem ama é leve, gratificante.

Amar é interessar-se pela vida do outro, é perguntar: Como foi seu dia? É questionar: Você está bem? E estar realmente atento para ouvir a resposta.

Amar é modificar nossa rotina para ouvir um amigo, fazer-lhe uma visita, levar notícias boas.

Amar é reunir a família, sem a necessidade de uma comemoração especial, apenas para celebrar a presença de todos, para fortalecer os laços.

Amar é adiar um sonho para atender as necessidades de um filho, de um pai, de uma mãe.

Amar é respeitar as opiniões dos outros, mesmo que elas sejam diferentes das nossas.

É abraçar os familiares, não apenas quando celebrem aniversários, ou conquistas, mas sempre que o coração lembrar do quanto se querem bem.

Amar é chorar junto. É sorrir junto. É sempre guardar a esperança de que tudo será melhor.

Amar é saber dizer sim. É saber dizer não. É saber ouvir um sim, saber ouvir um não.

Aqueles que amamos jamais serão um peso em nossas vidas. Pelo contrário, serão eles que nos farão mais leves. Serão eles os agentes que farão com que nossa consciência esteja satisfeita, que nosso íntimo receba energias revigorantes do Alto, fazendo-nos mais felizes.

O verdadeiro amor não está distante. Não está apenas nos romances literários, nos poemas inspirados, nas imagens dos sonhos. Ele está conosco nos pequenos gestos de carinho, nas gentilezas inesperadas, nas renúncias.

O verdadeiro amor não está distante. Ele aguarda apenas que as mãos fortes da vontade o alcancem, e concedam-lhe a chance de respirar os ares do mundo.

* * *

Os Espíritos Superiores nos ensinam que amar, no sentido profundo do termo, é o homem ser leal, probo, consciencioso, para fazer aos outros o que queira que estes lhe façam.

É procurar em torno de si o sentido íntimo de todas as dores que acabrunham seus irmãos, para suavizá-las.

É considerar como sua a grande família humana, porque essa família todos a encontraremos, dentro de certo período, em mundos mais adiantados, e os Espíritos que a compõem são, como nós, filhos de Deus, destinados a elevar-se ao infinito.


Autor:Momento Espírita 

terça-feira, 19 de outubro de 2010

A Satisfação Espiritual Preenche Você

A satisfação nascida de um desejo material concretizado é falha e incompleta. Riqueza, beleza física, poder, fama, acabam e deixam um rastro de amargura.
A satisfação espiritual é perfeita, completa e preenche o coração. Permanece. Nasce do amor, da humildade, da paciência, da compreensão, da caridade.
Procure-a.
Pender o coração para o lado espiritual e verdadeiro é lutar e vencer a atração material.



segunda-feira, 18 de outubro de 2010

O raio de luz

Todas as noites antes de fazer os filhos adormecerem, um pai muito carinhoso conversava com eles, enquanto afagava-lhes os cabelos anelados.

Diariamente escolhia um assunto que encontrava no evangelho, ou em algum acontecimento do cotidiano.

Naquela noite sem luar, quando as nuvens encobriam as estrelas, ele arranjou uma forma diferente de chamar a atenção das crianças.

Colocou-as no sofá da sala e disse-lhes que não se assustassem com a escuridão, porque apagaria todas as luzes da casa, de propósito.

E assim o fez.

Deixou a casa às escuras e sentou-se no meio dos filhos que o aguardavam apreensivos.

Perguntou-lhes o que eles eram capazes de ver em meio àquele breu.

O menininho mais velho comentou que conseguia distinguir os contornos da cadeira que estava a sua frente, mas que não conseguia saber ao certo qual objeto produzia a sombra que se apresentava um pouco mais adiante.

O pai, aproveitando a oportunidade esclareceu: "nossos olhos acostumam-se com a ausência de luz e acabam conseguindo, com algum esforço, distinguir alguns objetos.

Porém, não é possível notar tudo quando a luz nos falta.

Alguns contornos podem enganar nossos sentidos.

Muitos detalhes passam despercebidos.

As cores deixam de ser perceptíveis.

A ausência de luz dificulta nosso caminhar, porque não conseguimos notar com segurança para aonde estamos indo."

Nesse momento, ele acendeu uma vela que trazia consigo.

As crianças exultaram diante da claridade que se fez na sala.

"Vejam!" - convidou o pai -"percebam como tudo parece diferente na presença da luz.

As sombras já não mais nos confundem.

Agora as formas assumem contornos mais exatos.

Como é mais fácil buscar um caminho, quando há luz a mostrar a direção correta."

Encantadas com a singela, porém, inesquecível descoberta, as crianças concordaram com o pai, enquanto o cobriam de carinhos antes de serem levados para a cama.

A maior glória da alma que deseja participar na obra de Deus será transformar-se em luz na estrada de alguém.

Registramos a luz sem nos adentrar em sua grandeza.

O raio de luz penetra a furna escura, levando a réstia de claridade que espanca as trevas.

Adentra o vale sombrio e estimula o florescer.

Atinge a gota d’água e reverte-a em um diamante multicolorido.

Visita o pântano e transforma-o em jardim, em pomar.

Viaja pelo ar, aquece vidas e alimenta-as.

Beija as corolas e desata perfumes inesquecíveis.

Aninha-se no cristal e ele reverbera, embelezando-se ainda mais.

***

Não nos deixemos adoecer pelo amolentamento.

Há tantas possibilidades de darmos utilidade e beleza à vida.

Com o exemplo da luz, o Criador convida-nos a fazer o mesmo.

Desfaçamos as sombras nos corações.

Drenemos os charcos das almas.

Projetemos alegrias fomentadoras de vida naqueles que se encontram combalidos pela tristeza e pelo desalento.

Sejamos também um raio de luz, espraiando brilho e calor, beleza e harmonia, em todos os momentos, iluminando, assim, também, nossos próprios caminhos. 


Autor Momento Espírita 

Gentilezas diárias

A vida é repleta de pequenas gentilezas, tão sutis quanto marcantes no
nosso cotidiano. O jardim florido oferece um colorido para a paisagem,
o sol empresta suas cores para o céu antes de se pôr, a borboleta
ensina suavidade e leveza para quem acompanha seu vôo. 

A gentileza tem essa característica: sutil, mas marcante, silenciosa e ao 
mesmo tempo eloquente, discreta e contundente.

O portador da gentileza o faz pelo prazer de colorir a vida do próximo
com suavidade, para perfumar o caminho alheio com brisa suave que
refresca a alma. A gentileza tem o poder de roubar sorrisos, quebrar
cenhos carregados ou aliviar o peso de ombros cansados pelas fainas
diárias. E ela se faz silenciosa, algumas vezes tímida, inesperada na
maioria das vezes, surpreendendo quem a recebe.

A gentileza não se pede muito menos se exige... É presente de almas
nobres, presenteando outras almas, pelo simples prazer de fazer o dia
do outro um pouco mais leve. Você já experimentou o prazer de ser
gentil? 

Experimente oferecer o seu bom dia a quem encontrar no ponto de ônibus, no elevador ou no caixa do supermercado.

Mas não o faça com as palavras saindo da boca quase que por obrigação.
Deseje de sua alma, com olhos iluminados e o sorriso de quem deseja
realmente um dia bom, para quem compartilha alguns minutos de sua
vida. A gentileza é capaz de retribuir com nobreza quando alguém fura
a fila no supermercado ou no banco, com a sabedoria de que alguns
breves minutos não farão diferença na sua vida.

Esquecemos que alguns segundos no trânsito, oferecendo a passagem para outro carro, ou permitindo ao pedestre terminar de atravessar a rua não nos fará diferença, mas facilitará muito a vida do outro. 

E algumas vezes, dentro do lar, a convivência nos faz esquecer que ser
gentil tempera as relações e adoça o caminhar. E nada disso somos
obrigados a fazer, mas quando fazemos, toda a diferença se faz sentir...

A gentileza se faz presente quando conseguimos esquecer-se de nós
mesmos por um instante para lembrar-se do próximo. 

Quando abrimos mão de nós em favor do outro, por um pequeno momento, a gentileza encontra oportunidade de agir.
Ninguém focado em si mesmo, mergulhado no seu egoísmo, encontra
oportunidade de ser gentil. Porque, para ser gentil, é fundamental
olhar para o próximo, se colocar no lugar do próximo, e se sensibilizar com a possibilidade de amenizar a vida do nosso próximo.

Se não é seu hábito, exercite a capacidade de olhar para o próximo com
o olhar da gentileza. Ofereça à vida esses pequenos presentes, espalhando aqui e acolá a suavidade de ser gentil. 

E quando você menos esperar, irá descobrir que semear flores ao caminhar, irá fazer você, mais cedo ou mais tarde, caminhar por estradas floridas e perfumadas pela gentileza que a própria vida irá lhe oferecer. 

Autor Momento Espírita