quarta-feira, 29 de junho de 2011



                          As Palavras têm Poder (P N L)

A linguagem dirige nossos pensamentos para direções especificas e, de alguma forma, ela nos ajuda a criar a nossa realidade, potencializando ou limitando as nossas possibilidades. A habilidade de usar a linguagem com precisão é essencial para uma boa comunicação.

1) CUIDADO COM A PALAVRA
NÃO. A Frase que contém NÃO, para ser compreendida, traz à mente o que está junto com ela. O NÃO existe apenas na linguagem e não na experiência. Por exemplo: pense em "NÃO"... Não vem nada à mente. Agora, vou lhe pedir não pense na cor vermelha... Eu pedi para você NÃO pensar na cor vermelha e você pensou.

Procure falar no positivo, o que você quer e não o que você não quer.

2) CUIDADO COM A PALAVRA
MAS, QUE NEGA TUDO QUE VEM ANTES. Por exemplo: "O Pedro é um rapaz inteligente, esforçado, MAS...".
Substitua o MAS por E, quando indicado.

3) CUIDADO COM A PALAVRA
TENTAR, QUE PRESSUPÕE A POSSIBILIDADE DE FALHA.
Por exemplo: "Vou tentar encontrar com você amanhã às 8 horas". Em outras palavras: Tenho grande chance de não ir, pois vou "tentar".

Evite TENTAR, FAÇA.

4) CUIDADO COM
NÃO POSSO OU NÃO CONSIGO, que dão idéia de incapacidade pessoal. Use NÃO QUERO, NÃO PODIA ou NÃO CONSEGUIA, que pressupõe que vai conseguir, que vai poder.

5) CUIDADO COM AS PALAVRAS
DEVO, TENHO QUE OU PRECISO, que pressupõem que algo externo controla a sua vida. Em vez delas use QUERO, DECIDO, VOU.

6) Fale dos problemas ou das descrições negativas de si mesmo, utilizando o verbo no passado. Isto libera o presente.
Por exemplo, "Eu tinha dificuldade em fazer isto..."

 7) Fale das mudanças desejadas para o futuro utilizando o tempo presente do verbo.
Por exemplo: em vez de dizer "Vou conseguir", diga
"Estou conseguindo".

 
8) Substitua o SE por QUANDO. Por exemplo: em vez de falar "Se eu conseguir ganhar dinheiro vou viajar", fale "Quando eu conseguir ganhar dinheiro vou viajar".

9) Substitua ESPERO por
SEI. Por exemplo: em vez de falar "Eu espero aprender isso", diga "Eu sei que vou aprender isso". ESPERAR suscita dúvidas e enfraquece a linguagem.

10) Substitua o CONDICIONAL pelo
PRESENTE. Por exemplo: Ao invés de dizer "Eu gostaria de agradecer à presença de vocês", diga "Eu agradeço a
presença de vocês". O verbo no presente fica mais forte e concreto.

Autor:Desconhecido 

terça-feira, 28 de junho de 2011

O que Realmente Importa


Era uma vez o jovem que recebeu do rei a tarefa de levar uma mensagem e alguns diamantes a um outro rei de uma terra distante.
Recebeu também o melhor cavalo do reino para levá-lo na jornada.
- Cuida do mais importante e cumprirás a missão! - disse o soberano ao se despedir.

Assim, o jovem preparou o seu alforje,
escondeu a mensagem na bainha da calça e colocou as pedras numa bolsa de couro amarrada a cintura, sob as vestes. Pela manhã, bem cedo, sumiu no horizonte. E não pensava sequer em falhar. Queria que todo o reino soubesse que era um nobre e
valente rapaz, pronto para desposar a princesa. Aliás, esse era o seu sonho e parecia que a princesa correspondia às suas
esperanças.

Para cumprir rapidamente sua tarefa, por vezes deixava a estrada e pegava atalhos que sacrificavam sua montaria. Assim, exigia o máximo do animal.

Quando parava em uma estalagem, deixava o cavalo ao relento, não lhe aliviava da sela e nem da carga, tampouco se preocupava em dar-lhe de beber ou providenciar alguma ração.

- Assim, meu jovem, acabas perdendo o animal - disse alguém.
- Não me importo - respondeu ele - Tenho dinheiro. Se este morrer, compro outro. Nenhuma falta fará!

Com o passar dos dias e sob tamanho esforço, o pobre animal não suportando mais os maus-tratos, caiu morto na estrada. O
jovem simplesmente o amaldiçoou e seguiu o caminho a pé. Acontece que nessa parte do país havia poucas fazendas e eram muito distantes umas das outras. Passadas algumas horas, ele se deu conta da falta que lhe fazia o animal. Estava exausto e sedento. Já havia deixado pelo caminho toda a tralha, com exceção das pedras, pois lembrava da recomendação do rei: "Cuida do mais importante!"
Seu passo se tornou curto e lento. As paradas, freqüentes e longas. Como sabia que poderia cair a qualquer momento e temendo ser assaltado, escondeu as pedras no salto de sua bota. Mais tarde, caiu exausto no pó da estrada,onde ficou desacordado. Para sua sorte, uma caravana de mercadores que seguia viagem para o seu reino, o encontrou e cuidou dele. Ao recobrar os sentidos, encontrou-se de volta em sua cidade. Imediatamente foi ter com o rei para contar o que havia acontecido e com a maior desfaçatez, colocou toda a culpa do insucesso nas costas do cavalo "fraco e doente" que recebera.
- Porém, majestade, conforme me recomendaste, "cuida do mais importante", aqui estão as pedras que me confiaste. Devolvo-as a ti. Não perdi uma sequer.

O rei as recebeu de suas mãos com tristeza e o despediu, mostrando completa frieza diante de seus argumentos.

Abatido, o jovem deixou o palácio arrasado. Em casa, ao tirar a roupa suja, encontrou na bainha da calça a mensagem do rei, que dizia:
"Ao meu irmão, rei da terra do Norte. O jovem que te envio e candidato a casar com minha filha. Esta jornada é uma prova. Dei a ele alguns diamantes e um bom cavalo. Recomendei que cuidasse do mais importante. Faz-me, portanto, este grande favor e verifica o estado do cavalo. Se o animal estiver forte e viçoso, saberei que o jovem aprecia a fidelidade e força de quem o auxilia na jornada. Se, porém, perder o animal e apenas guardar as pedras, não será um bom marido nem rei, pois terá olhos apenas para o tesouro do reino e não dará importância à rainha nem àqueles que o servem".

Comparo esta estória com o ser humano que segue sua jornada na vida, tão preocupado com seu exterior, isto é, com os bens, que tudo guarda como se fosse tudo ouro, esquecendo de alimentar também a sua alma e o seu espírito com a alegria e o amor de Deus. Certamente não cumprirá a missão, já que não sabe guardar o que é mais importante . Se você tiver a oportunidade de conhecer pessoas assim , como conheci e conheço a muitos , verá que na intimidade têm mais problemas que você ou eu e são cercados de infelicidades .

Antes que seja tarde , preocupe-se em : será que estou no Caminho que me leva a Deus ?
Será que estou dando importância ao que realmente é o mais importante?

Autor:Desconhecido

O que podemos fazer pela nossa Terra?

O que você não vê


Muitas vezes você se encontra desanimado.
Tem vezes que o que se passa pela sua cabeça é desistir, se entregar.
Não consegue entender porque certas coisas acontecem com você,
porque te perseguem no trabalho, em casa, no bairro.
Se incomodam com você.
Você vê muita derrota, muita perseguição, muita tristeza.
Mas o que você não vê?
Talvez seus olhos não vejam que por mais que te persigam você continua de pé.
Por mais que tentem de derrubar você sempre levanta.
Por mais que te atrapalhem você segue seu caminho em frente.
Talvez você não veja que alguém muito maior está em sua defesa.
Então levante a cabeça e acredite que você não está sozinho.
Ore, converse, abra o que acontece no seu coração.
Talvez você nem precise ver. Talvez você apenas precise sentir.
Pois o maior golpe que você pode dar nesses que se incomodam com você
é estar firme e seguir em frente.
Eles não vão ver motivos pra isso.
Mas você vai.

Autor:Desconhecido

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Mãos
 

Meu avô, com noventa e tantos anos, sentado débilmente no banco do jardim, não se movia.  Estava cabisbaixo olhando suas mãos. Quando me sentei  ao seu lado, não notou minha presença , o tempo passava, então lhe perguntei se estava bem.Finalmente, sem querer incomodá-lo, mas querendo saber como ele estava, lhe perguntei como se sentia.

Levantou sua cabeça, me olhou e sorriu. “Estou bem, obrigado por perguntar”, disse com uma forte e clara voz. Não quis incomodá-lo avô, mas estavas sentado aqui simplesmente
olhando suas mãos e quis ter certeza de que estivesse bem, lhe expliquei. Meu avô me perguntou: “Alguma vez voce já olhou suas mãos?  Quero dizer, realmente olhou suas mãos?”

Lentamente soltei minhas mãos das de meu avô, as abri e as contemplei. Virei as palmas para cima e logo para baixo. Não, creio que realmente nunca as havia observado. Queria saber o que meu avô queria dizer-me.  Meu avô sorriu, e me contou uma história.
Pare e pense um momento sobre como tuas mãos tem te servido através dos anos.  Estas mãos, ainda que enrugadas, secas e débeis tem sido as ferramentas que usei toda a minha vida para alcançar, pegar e abraçar.

Elas puseram comida em minha boca e roupa em meu corpo. Quando criança, minha mãe me ensinou a juntá-las em oração.  Elas amarraram os cadarços dos meus sapatos, e me ajudaram a calçar minhas botas. Estiveram sujas, esfoladas, ásperas e dobradas.  Minhas mãos se mostraram inábeis quando
tentei embalar minha filha recém nascida. Decoradas com uma aliança, mostraram ao mundo que estava casado e que amava alguém muito especial.

Elas tremeram quando enterrei meus pais e esposa, e quando entrei na igreja com minha filha no dia de seu casamento. Tem coberto meu rosto, penteado meu cabelo e lavado e limpado todo meu corpo. 
E até hoje, quando quase nada de mim funciona bem, estas mãos me ajudam a levantar e a sentar, e se juntam para orar.

Estas mãos são as marcas de onde estive e a dureza de minha vida. Mas, o mais importante, é que são estas mãos que Deus tomará nas suas quando me levar a sua presença. Desde então,
nunca mais  vi minhas mãos da mesma maneira.  Mas lembro quando Deus esticou Suas mãos e tomou as de meu avô e o levou a Sua presença. Cada vez que vou usar minhas mãos penso em meu avô; na verdade nossas mãos são uma benção.

Hoje
me pergunto:  O que estou fazendo com minhas mãos? Estarei usando-as para abraçar e expressar carinho, ou as estarei brandindo para expressar ira e repulsa ao outros. Hoje, demos graças à Deus por nossas mãos, somente aqueles que as tem sabem o valor que elas representam em nossas vidas.  

Autor:Rivalcir

sexta-feira, 24 de junho de 2011

A fé de uma criança



Foi na áfrica central. No abrigo improvisado das missionárias, uma mulher entrou em trabalho de parto.
 
Apesar de todos os esforços da equipe, ela não resistiu e morreu, logo após dar à luz um bebê prematuro.
 
Sua filhinha de dois anos começou a chorar e não havia o que a pudesse consolar.
 
Não havia eletricidade e, portanto, era complicado manter o bebê vivo sem uma incubadora.
 
Ele foi colocado em uma caixa e envolto em panos de algodão.
 
Bem depressa alguém foi alimentar o fogo para aquecer uma chaleira de água para a bolsa de água quente.
 
Mesmo morando na linha do equador, as noites eram, por vezes, frias e sopravam aragens traiçoeiras.
 
Logo descobriram que a única bolsa para água quente estava rompida.
 
"Que fazer?" - pensou a responsável.
 
Providenciou para que o bebê ficasse em segurança tão próximo quanto possível do fogo. À noite, para protegê-lo das lufadas de vento frio, as moças deveriam dormir entre a porta e o bebê.
 
Na tarde seguinte, a missionária foi orar com as crianças do orfanato. Para as incentivar à oração, ela fez uma série de sugestões e lhes contou a respeito do bebê.
 
Explicou a dificuldade em mantê-lo aquecido, sem a bolsa de água quente. Também disse que o bebê poderia morrer de frio.
 
Mencionou ainda a irmãzinha de 2 anos que não parava de chorar a ausência da mãe.
 
Então, uma menina de 10 anos se ergueu e orou em voz alta: "por favor, Deus, manda-nos uma bolsa de água quente. Amanhã talvez já seja tarde, porque o bebê pode não agüentar.
 
Por isso, manda a bolsa ainda hoje.
 
E... Deus, já que estás cuidando disso mesmo, por favor, manda junto uma boneca para a irmãzinha dele, para que saiba que também a amas de verdade."
 
A missionária nem conseguiu dizer assim seja. Poderia Deus fazer aquilo?
 
O único jeito de Deus atender o pedido da menina seria por encomenda de sua terra natal, via correio. Ela lembrou que estava na áfrica central há 4 anos.
 
Nunca havia recebido uma encomenda postal de sua casa. E mesmo que alguém tivesse a idéia de mandar um pacote, quem pensaria em mandar uma bolsa de água quente, para um local na linha do Equador?
 
Naquela tarde, um carro estacionou no portão da casa e deixou um pacote de 11 kg. na varanda.
 
As crianças do orfanato rodearam o pacote. Quarenta olhos arregalados acompanharam a abertura. Eram roupas coloridas e cintilantes. Havia também ataduras, caixinhas de passas de uva e farinha. E, bem no fundo, uma bolsa de água quente, novinha em folha.
 
Rute, a garota que pedira a bolsa, na prece, gritou: "se Deus mandou a bolsa, mandou também a boneca."
 
Será?
 
E lá estava ela. Linda e maravilhosamente vestida.
 
Olhando para a missionária, Rute perguntou: "posso ir junto levar a boneca para aquela menina, para que ela saiba que Deus a ama muito?"
 
O pacote fora enviado há 5 meses, por iniciativa de uma ex-professora da missionária, que resolveu enviar uma bolsa de água quente, sem mesmo saber porquê.
 
Uma das suas auxiliares, ao fechar o pacote, decidiu mandar uma boneca.
 
Tudo isso, cinco meses antes, em resposta a uma oração de uma menina de 10 anos que acreditou, fielmente, que Deus atenderia a sua oração, ainda naquela tarde.
 
E há quem duvide que Deus é onipresente e onisciente!

autor:Desconhecido

Compreender

 


 


Compreender é aceitar;
Compreender é não julgar;
Compreender é ter um ombro amigo independente
da situação de nosso irmão;
Compreender é ser resignado;
Compreender é ser benevolente para com a dor
e sofrimento de nosso irmão;
Compreender é perdoar quantas vezes forem necessárias;
Compreender é sorrir verdadeiramente;
Compreender é poder falar ao outro que nunca está só;
Compreender é aceitar todos indistintamente como são;
Compreender é acreditar no outro e na sua melhora como pessoa;
Compreender é ser solidário com uma dor que não é sua;
Compreender é sabermos que ainda temos muito
a nos aperfeiçoar em matéria de sentimentos;
Compreender é poder estender a mão àquele onde ninguém acredita mais;
Compreender é Amor;
Compreender é fraternidade;
Compreender é Verdade;
Compreender é acima de tudo um sentimento puro e forte, e é
através dele que teremos condições de nos melhorarmos
interiormente e buscarmos sempre o aprendizado que a vida
nos proporciona diariamente, portanto compreenda mais e julgue menos.

Autor:Desconhecido

quarta-feira, 22 de junho de 2011

            
É LOUCURA...

Odiar todas as rosas
porque uma te espetou....
Entregar todos os teus sonhos
porque um deles não se realizou...
Perder a fé em todas as orações
porque numa não foste atendido...
Desistir de todos os esforços
porque um deles fracassou...

É LOUCURA!
Condenar todas as amizades
porque uma te traiu...
Descrer de todo amor
porque um deles te foi infiel...

É LOUCURA!
Jogar fora todas as chances de ser feliz
porque uma tentativa não deu certo.
Espero que na tua caminhada
não cometas estas loucuras!
Lembrando que sempre
há uma outra chance...
uma outra amizade...
um outro amor...
uma nova força...
É só ser perseverante e procurar
ser mais feliz a cada dia.

Pense nisso... nunca deixe de tentar,
com medo de não acertar novam
ente.
Autor:Desconhecido

                       
Afinal, o que é o tempo?....


Há horas em nossa vida que somos tomados por uma enorme sensação de inutilidade, de vazio.
Questionamos o porquê de nossa existência e nada parece fazer sentido.
Concentramos nossa atenção no lado mais cruel da vida, aquele que é implacável e a todos afeta indistintamente: As perdas do ser humano.

Ao nascer, perdemos o aconchego, a segurança e a proteção do útero.
Estamos, a partir de então, por nossa conta.
Sozinhos.
Começamos a vida em perda e nela continuamos.
Paradoxalmente, no momento em que perdemos algo, outras possibilidades nos surgem.
Ao perdermos o aconchego do útero, ganhamos os braços do mundo.
Ele nos acolhe: nos encanta e nos assusta, nos eleva e nos destrói.
E continuamos a perder e seguimos a ganhar.
Perdemos primeiro a inocência da infância.
A confiança absoluta na mão que segura nossa mão, a coragem de andar na bicicleta sem rodinhas por que alguém ao nosso lado nos assegura
que não nos deixará cair...
E ao perdê-la, adquirimos a capacidade de questionar.
Por que? Perguntamos a todos e de tudo.
Abrimos portas para um novo mundo e fechamos janelas, irremediavelmente deixadas para trás.

Estamos crescendo.
Nascer,
crescer,
adolescer,
amadurecer,
envelhecer,
morrer

Vamos perdendo aos poucos alguns direitos e conquistando outros.
Perdemos o direito de poder chorar bem alto, aos gritos mesmo, quando algo
nos é tomado contra a vontade.
Perdemos o direito de dizer absolutamente tudo que nos passa pela cabeça sem medo de causar melindres.
Assim, se nossa tia às vezes nos parece gorda tememos dizer-lhe isso.

Receamos dar risadas escandalosamente da bermuda ridícula do vizinho ou puxar as pelanquinhas do braço da avó com a maior naturalidade do mundo e ainda falar bem alto sobre o assunto.
Estamos crescidos e nos ensinam que não devemos ser tão sinceros.
E aprendemos.
E vamos adolescendo ganhamos peso, ganhamos pêlos, ganhamos altura,
ganhamos o mundo.
Neste ponto, vivemos em grande conflito.
O mundo todo nos parece inadequado aos nossos sonhos
ah! os sonhos!!!
Ganhamos muitos sonhos.
Sonhamos dormindo,
sonhamos acordados,
sonhamos o tempo todo.

Aí, de repente, caímos na real!
Estamos amadurecendo, todos nos admiram.
Tornamo-nos equilibrados, contidos, ponderados.
Perdemos a espontaneidade.
Passamos a utilizar o raciocínio, a razão acima de tudo.
Mas não é justamente essa a condição que nos coloca acima (?) dos outros animais?
A racionalidade, a capacidade de organizar nossas ações de modo lógico e racionalmente planejado?

E continuamos amadurecendo ganhamos um carro novo, um companheiro, ganhamos um diploma.
E desgraçadamente perdemos o direito de gargalhar, de andar descalço, tomar banho de chuva, lamber os dedos e soltar pum sem querer.
Mas perdemos peso!!!
Já não pulamos mais no pescoço de quem amamos e tascamos - lhe aquele beijo estalado, mas apertamos as mãos de todos, ganhamos novos amigos,
ganhamos um bom salário, ganhamos reconhecimento, honrarias, títulos honorários e a chave da cidade.
E assim, vamos ganhando tempo , enquanto envelhecemos.

De repente percebemos que ganhamos algumas rugas, algumas dores nas costas (ou nas pernas), ganhamos celulite, estrias, ganhamos peso ,e perdemos cabelos.
Nos damos conta que perdemos também o brilho no olhar, esquecemos os nossos sonhos, deixamos de sorrir.
perdemos a esperança.
Estamos envelhecendo.

Não podemos deixar pra fazer algo quando estivermos morrendo.
Que a gente cresça e não envelheça simplesmente.
Que tenhamos dores nas costas e alguém que as massageie.
Que tenhamos rugas e boas lembranças.
Que tenhamos juízo mas mantenhamos o bom humor e um pouco de ousadia.
Que sejamos racionais, mas lutemos por nossos sonhos.
E, principalmente, que não digamos apenas eu te amo, mas ajamos de modo que aqueles a quem amamos, sintam-se amados mais do que saibam-se amados.

Afinal, o que é o tempo?
Não é nada em relação a nossa grande missão.
E que missão!
Fique em Paz!
Autor:Desconhecido

terça-feira, 21 de junho de 2011

De que é feita uma amizade?
     mizade

De que é feita uma amizade?

Engraçado, eu sempre fiquei pensando em que momento da vida foi criado esse sentimento....a amizade.

Quem será que compôs o primeiro par de amigos da face da terra?

Fico imaginando que eles devem ter tido muitas dificuldades nesse relacionamento, afinal foram os pioneiros em dar carinho, aparar arestas, serem muitas vezes incompreendidos e ainda assim estarem sempre de braços abertos para receber o outro quando preciso.

Bom, mas o tempo passou e hoje já sabemos muitas coisas sobre amizade.

Há de ser entender que a amizade não é algo somente que nos traz alegrias e esse é o maior desafio dela.

Há de se aceitar que se pode ter amigos diferentes de nós, em raça, religião, temperamento, criação, cultura. Isso na verdade não é importante na amizade.

Há de se saber que as regras principais da amizade são o respeito, a consideração, a tolerância e a humildade.

O respeito é primordial, aliás em qualquer tipo de relacionamento ele se faz necessário. Pessoas tem seus limites e esses limites devem sempre serem respeitados. O fato de termos amizade e intimidade com alguém , não nos dá o direito de violar certas regras que estão implícitas em uma amizade.

A consideração é um fator muito importante também. Não adianta sermos tudo de bom para alguém e nos momentos mais delicados e necessários para esse alguém, não termos a consideração que se resume na atenção devida.

Espera-se mesmo que a amizade, como qualquer outro sentimento, seja uma via de mão dupla. Não existe a possibilidade de só darmos, jamais recebermos e ainda assim sermos realizados nesse sentimento.

Não se trata de um "toma lá dá cá", mas se trata de um "eu me lembro quando eu precisei e você esteve comigo, portanto agora você precisa e eu estou aqui", e isso há de ser feito com um sorriso nos lábios e muito amor no coração.

A tolerância, talvez seja essa a parte principal.
Há de se entender que nenhum ser humano vive em total estado de bom humor a vida toda. Haverão dias que os ânimos não estarão bons, o coração de um deles não estará bem.
Isso sem contar que as pessoas em geral têm os mais diversos tipos de temperamentos e de atitudes.
Há de se saber que para se ter um amigo, alguns momentos desagradáveis dele teremos que suportar, passar por cima mesmo, ignorar, sabendo inclusive que ele em algum instante fará o mesmo por nós se for amizade verdadeira o que ele sente.

Há de se saber, aceitar e entender, que a perfeição em termos de ser humano não existe, cometemos todos, diversas vezes, falhas, enormes falhas. Nenhum de nós é o rei da verdade, nenhum de nós está certo o tempo todo.....em algum momento o nosso amigo é que será a parte certa e por mais que o nosso orgulho nos impeça de dizer, teremos que aceitar.

A humildade há de precisar estar presente sempre.
Amigos que não convivem com isso, dificilmente conseguirão levar uma amizade avante.
Há de ser ter humildade pra dizer coisas simples:

Eu não sei,você me ensina?
Eu não consigo,você me ajuda?
Eu não posso, tenho medo, você vai comigo?
Eu errei, me perdoa?
Eu me arrependi, você me desculpa?
Eu não fui fiel a você, me dá outra chance?
Eu disse o que não devia, você pode esquecer?
Eu ando negligenciando nossa amizade, você me permite recuperar esse tempo perdido?

Ser humilde numa amizade, não significa se humilhar, significa provar ao outro o seu grau de importância na nossa vida.

Por fim, uma amizade há de ter altos e baixos sim, há de atravessar furacões, cair em abismos, há de se despedaçar toda......mas se for amizade de verdade, há de voltar, envolta em ferimentos, apoiada numa bengala, sangrando até...e há de encontrar o seu companheiro com o curativo nas mãos, amor no coração e disposto a dar o perdão!

Ser amigo, é todos os dias aprender alguma coisa nova, é sempre ter algo de que se arrepender por alguma coisa que se deixou de fazer.
Ser amigo é principalmente dividir uma emoção, saber acalentar um coração e deixá-lo voar pra longe de nós quando ele precisar.

Mas ser amigo é especialmente se recolher num cantinho e esperar esse coração voltar pra nossa mão no momento que ele achar que é bom.
 
Silvana Duboc


QUEM MORRE ?

Morre lentamente quem não viaja,
quem não lê, quem não ouve música,
quem não encontra graça em si mesmo...

Morre lentamente quem se transforma em
escravo do hábito, repetindo todos os dias os
mesmos trajetos, quem não muda de marca,
não se arrisca a vestir uma nova cor ou não
conversa com quem não conhece...

Morre lentamente quem evita uma paixão,
quem prefere o negro sobre o branco e
os pontos sobre os "is" em detrimento de
um redemoinho de emoções justamente as que
resgatam o brilho dos olhos, sorrisos dos bocejos,
corações aos tropeços e sentimentos.

Morre lentamente quem não vira a mesa
quando está infeliz com o seu trabalho,
quem não arrisca o certo pelo incerto
para ir atrás de um sonho,
quem não se permite pelo menos
uma vez na vida fugir dos conselhos sensatos.

Morre lentamente, quem passa os dias
queixando-se da sua má sorte
ou da chuva incessante.

Morre lentamente, quem abandona um projeto
antes de iniciá-lo, não pergunta sobre um assunto
que desconhece ou não responde quando lhe
indagam sobre algo que sabe.

Evitemos a morte em doses suaves,
recordando sempre que estar vivo exige
um esforço muito maior que o simples fato de respirar.
Somente a perseverança fará com que conquistemos
um estágio esplêndido de felicidade.

Pablo Neruda

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Ser Feliz é...

 

  


Acordar e saber que está atrasado...
Mas ter certeza de que tem um emprego!

Ver a caixa do correio cheia de contas...
Mas no meio receber uma carta de alguém que você não tem notícias há um bom tempo!


Ter um monte de recados na secretária...
Mas no meio deles, um que diz:"Tô morrendo de saudades!"

Ver que no almoço a mãe fez uma coisa que você não gosta muito ...
Mas o prato principal está apetitoso e é o seu preferido!

Estar num engarrafamento...
Mas ligar o rádio e ouvir a sua música predileta tocando lembrando de alguém especial!

Brigar com o cachorro porque ele comeu seu sapato...
Mas ser recebido por ele com uma festa todos os dias quando você chega em casa!

Ser feliz é chegar em casa exausto...
mas receber o olhar de amor puro e sincero dos seus filhos que te amam apenas por você existir.

Ser Feliz é ter obstáculos na vida...
mas sempre encontrar forças para ultrapassá-los e deixá-los para trás.

Ser Feliz é ser pequenino e humilde...
mas saber que o maior de Todos, o detentor de tudo é teu pai e que ele olha por você.

É Chorar ao fazer uma oração...
Mas ter a certeza de que está sendo ouvido!
Agora nesse exato momento... você está sendo ouvido.

Autor:Desconhecido

Voar, voar, subir, subir.....................

sexta-feira, 10 de junho de 2011


Onde está a paz?
 

Dois homens, ambos gravemente doentes, estavam no mesmo quarto de hospital.
Um deles podia sentar-se na sua cama durante uma hora, todas as tardes,

 para que os fluidos circulassem nos seus pulmões.

Sua cama estava junto da única janela do quarto.

O outro homem tinha de ficar sempre deitado de costas.

Os homens conversavam horas a fio.

Falavam das suas mulheres e famílias,das suas casas,

dos seus empregos, onde tinham passado as férias...

E todas as tardes, quando o homem da cama perto da janela se sentava,

ele passava o tempo a descrever ao seu companheiro de

quarto todas as coisas que ele conseguia ver do lado de fora da janela.

O homem da cama do lado começou a viver à espera

desses períodos de uma hora, em que o seu mundo era alargado e animado por toda a atividade e cor do mundo do lado de fora da janela.

A janela dava para um parque com um lindo lago.

Patos e cisnes chapinhavam na água enquanto as crianças brincavam com os seus barquinhos.

Jovens namorados caminhavam de braços dados por entre as flores de todas as cores do arco-íris. Árvores velhas e enormes

acariciavam a paisagem e uma tênue vista da silhueta da cidade podia ser vista no horizonte.

Enquanto o homem da cama perto da janela descrevia isto tudo com extraordinário por menor, o homem no outro lado do quarto fechava os seus olhos e imaginava a pitoresca cena.

Um dia, o homem perto da janela descreveu um desfile que ia a passar.

Embora o outro homem não conseguisse ouvir a banda, ele conseguia vê-la e ouvi-la na sua mente, enquanto o outro senhor a retratava através de palavras bastante descritivas.

Dias e semanas passaram.

Uma manhã, a enfermeira chegou ao quarto trazendo água para os seus banhos, e encontrou o corpo sem vida do homem perto da janela, que tinha falecido calmamente enquanto dormia.

Ela ficou muito triste e chamou os funcionários do hospital para que levassem o corpo.

Logo que lhe pareceu apropriado, o outro homem perguntou se podia ser colocado na cama perto da janela. A enfermeira disse que sim e fez a troca.

Depois de se certificar de que o homem estava bem instalado,

 a enfermeira deixou o quarto.

Lentamente, e cheio de dores, o homem ergueu-se, apoiado no cotovelo, para contemplar o mundo lá fora. Fez um grande esforço e lentamente olhou para o lado de fora da janela...que dava, afinal, para uma parede de tijolo!

O homem perguntou à enfermeira o que teria feito com que o seu falecido companheiro de quarto lhe tivesse descrito coisas tão maravilhosas do lado de fora da janela.

A enfermeira respondeu que o homem era cego e nem sequer conseguia ver a parede.

"Talvez ele quisesse apenas dar-lhe coragem...".

Moral da História:

Há uma felicidade tremenda em fazer os outros felizes, apesar dos nossos próprios problemas.

A dor partilhada é metade da tristeza, mas a felicidade, quando partilhada, é dobrada.

Se te queres sentir rico, conta todas as coisas que tens que o dinheiro não pode comprar.

"O dia de hoje é uma dádiva, por isso é que o chamam de presente." 

Autor:Desconhecido
 
 
O anjo e o amigo

Um anjo não nos escolhe, Deus nos atribui.
Um amigo nos toma da mão e nos acerca de Deus.

Um anjo tem a obrigação de cuidar-nos.
Um amigo nos cuida por amor.

Um anjo te ajuda evitando que tenhas problemas.
Um amigo te ajuda a resolvê-los.

Um anjo te vê sofrer, sem poder te abraçar.
Um amigo te abraça, porque não quer ver-te sofrer.

Um anjo te vê sorrir e observa tuas alegrias.
Um amigo te faz sorrir e faz parte de tuas alegrias.

Um anjo sabe quando precisas que alguém te escute.
Um amigo te escuta, sem dizer-te que precisas.

Um anjo, em realidade é parte de teus sonhos.
Um amigo, compartilha e luta para que teus sonhos,
sejam uma realidade.

Um anjo sempre está contigo, sabe defender-te.
Um amigo, quando não está contigo, não só te defende,
também pensa em ti.

Um anjo vela teu sonho.
Um amigo sonha contigo.

Um anjo aplaude teus triunfos.
Um amigo te ajuda para que triunfes.

Um anjo se preocupa quando estás mal.
Um amigo se dedica para que estejas bem.


Um anjo recebe uma oração tua.
Um amigo faz uma oração por ti.

Um anjo te ajuda a sobreviver.
Um amigo vive por ti.

Para um anjo, és uma formosa missão que cumprir.
Para um amigo, és um tesouro que defender.

Um anjo, é algo celestial.
Um amigo é a oportunidade de conhecer o mais
formoso que há na vida,"o amor e a amizade".

Um anjo quer ser teu amigo.
Um amigo, sem compromisso, também é teu anjo. 
A D

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Bom dia, Boa Tarde, Boa Noite.

 

 


Quando você se levantou pela manhã,
Eu já havia preparado o sol para aquecer o seu dia,
o alimento para sua nutrição.
Sim, Eu providenciei tudo isso, vigiava o seu sono,
sua família e sua casa. Esperei pelo seu "Bom Dia",
mas você se esqueceu...
Bem, você parecia ter tanta pressa que Eu perdoei.
O sol apareceu, as flores ofereceram seu perfume,
a brisa da manhã lhe acompanhou
e você nem se lembrou que Eu havia preparado tudo para você.
Seus familiares sorriram, colegas lhe saudaram:
você trabalhou, estudou, viajou,
realizou negócios, alcançou vitórias, mas...
Você não percebeu que Eu estava cooperando com você e mais
teria ajudado se você tivesse me dado chance....
Eu sei, você corre tanto..... Eu perdoei.
Você leu bastante e ouviu muita coisa,
viu mais ainda e não teve tempo de me ler ou de me ouvir.
Eu quis até aconselhar,
mas você nem pensou nessa possibilidade.
Seus olhos, seus pensamentos, seus lábios seriam melhores.
O mal seria menor e o bem seria muito maior em sua vida.
Ainda escuto muitas pessoas dizerem que não existo.
As mesmas pessoas que me ignoram
chamam o meu nome na hora da dificuldade.
me culpam pelo o que acontece em suas vidas
mas não percebem que elas se afastam de mim
e aí nada posso fazer.
A chuva que caiu à tarde? são minhas lágrimas por sua ingratidão,
mas foram também a minha benção sobre a terra
para que não lhe falte pão e a água.
Quando termina o seu dia. Você volta para casa.
Mando a lua e as estrelas tornarem a noite mais bonita
para lembrar-lhe o meu amor por você, certamente,
agora, você vai dizer um "Obrigado" e "Boa Noite".
mas você acaba pegando no sono sem ao menos lembrar de mim
Eu te perdoo por isso. Pode descansar.
Eu fico velando por você.

JESUS

Autor:Desconhecido

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Licões para viver 


Se a desilusão atingir sua alma, devastando
seus sonhos e ofuscando novas
possibilidades. Pense na infinidade de
caminhos que podem se abrir para
você em apenas um dia, uma hora, um minuto...
Se a frustração acariciar friamente sua face,
fazendo você cair diante dos obstáculos,
olhe para trás e veja o quanto você já caminhou.
E o quanto cresceu colhendo em cada trilha amigos sinceros, amores, experiências inesquecíveis...
Se as palavras de insulto
e humilhação agredirem a sua integridade,
lembre-se de que elas são frutos putrefatos
da maldade e da inveja. Vire-se e continue
a caminhar sem dar ouvidos aos fracos de
alma que as pronunciam: um dia
eles entenderão porque são completamente sós...
Se a preocupação com os encargos do dia-a-dia
tomar sua mente e enfraquecer o seu corpo.
Despertando o nervosismo e o estresse,
olhe o horizonte e tente descobrir
as saídas Para os problemas ao invés de
lamentar e achar que eles são
piores do que realmente são... Se o vazio e a
insegurança invadirem o seu peito, abra os braços,
feche os olhos e repita para si mesmo:
"eu posso voar..." Você é capaz de tudo desde
que acredite em si mesmo. Saiba
enxergar a felicidade nas pequenas coisas
da vida, numa conversa com os
amigos, na brincadeira com o cachorro,
numa paquera em barzinho ou no jogo
de damas com seu avô... Rotina é uma palavra
que não existe, pois cada dia
traz consigo pequenas surpresas e cada
pequeno gesto guarda uma imensa
felicidade... E depois de tudo isso,
olhe para si mesmo e veja o quanto
você é especial! Imagine o quanto pode fazer
pelo mundo e pelas pessoas.
Valorize as suas qualidades e tente corrigir
seus defeitos (o que é realmente difícil) e saiba o
quanto é privilegiado por poder caminhar,
cair e aprender com os erros, por ser capaz de
escrever uma história única, como nenhuma outra...
Pense nisso! Ouse sonhar, pois os sonhadores
vêem o amanhã. ouse fazer um desejo, Pois
desejar abre caminhos para a esperança
e ela é o que nos mantém vivos. Ouse buscar
as coisas que ninguém mais pode ver, acredite
na magia, pois a vida é cheia dela, mas,
acima de tudo, acredite em si mesmo... Porque
dentro de você reside toda a magia da
esperança, do amor e dos sonhos de amanhã.
Autor:Desconhecido
Certa lenda conta que estavam duas crianças patinando em cima de um lago congelado. Era uma tarde nublada e fria e as crianças brincavam sem preocupação.

De repente, o gelo se quebrou e uma das crianças caiu na água.
A outra criança vendo que seu amiguinho se afogava debaixo do gelo, pegou uma pedra e começou a golpear com todas as suas forças, conseguindo quebrá-lo e salvar seu amigo.

Quando os bombeiros chegaram e viram o que havia acontecido, perguntaram ao menino:
- Como você fez isso? É impossível que você tenha quebrado o gelo com essa pedra e suas mãos tão pequenas!

Nesse instante apareceu um ancião e disse:
- Eu sei como ele conseguiu.

Todos perguntaram:
- Como?

O ancião respondeu:
- Não havia ninguém ao seu redor para lhe dizer que não poderia fazer!

"SE PODES IMAGINAR, PODES CONSEGUIR" 

Autor:Desconhecido

terça-feira, 7 de junho de 2011

A Lagarta

 


Imagine uma lagarta. Passa grande parte de sua vida no chão,
olhando os pássaros, indignada com seu destino e com sua forma.
"Sou a mais desprezível das criaturas", pensa.
"Feia, repulsiva, condenada a rastejar pela terra."
Um dia, entretanto, a Natureza pede que faça um casulo.
A lagarta se assusta - jamais fizera um casulo antes.
Pensa que está construindo seu túmulo, e prepara-se para morrer.
Embora indignada com a vida que levou até então,
reclama novamente com Deus.
"Quando finalmente me acostumei,
o Senhor me tira o pouco que tenho."
Desesperada, tranca-se no casulo e aguarda o fim.
Alguns dias depois, vê-se transformada numa linda borboleta.
Pode passear pelos céus, e ser admirada pelos homens.
Surpreende-se com o sentido da vida e com os desígnios de Deus.
Só ele sabe o porque das coisas que nos acontece, porque passamos certas situações e encaramos certas adversidades.
Se você se considera a pior das criaturas, rastejando, comendo a poeira do chão, lembre-se: deus tem um plano pra você e na hora certa você irá se surpreender com o que você pode se tornar.
Não deixe que o que seus olhos enxerguem, cegue o que o seu coração sente.
você pode até não ver o que tem a sua frente, mas ... Deus tá vendo!

Autor:Desconhecido

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Passeio de bicicleta


Em princípio, eu via Deus como um observador,
um juiz que não perdia de vista
as coisas erradas que eu fazia.
Desse modo, quando eu morresse,
Ele saberia se eu merecia ir
para o Céu ou para o Inferno.
Ele estava sempre lá, como um presidente.
Eu reconhecia a imagem d'Ele quando a via,
mas não o conhecia de verdade.
Mas, mais tarde, quando eu O conheci melhor,
pareceu que a vida era como um passeio de bicicleta
para duas pessoas e percebi que Deus estava no banco de trás,
me ajudando a pedalar. Não me lembro quando Ele
sugeriu-me que trocássemos de lugar,
e a vida não foi a mesma deste então.....

A vida com o Seu poder superior tinha
se tornado muito mais excitante!!!

Quando eu detinha o controle, sabia o caminho.
Era um tanto entediante, mas previsível
- sempre a distância mais curta entre dois pontos.
Mas quando Deus assumiu a liderança
(Ele conhecia atalhos maravilhosos) passei a subir montanhas
e atravessar terrenos pedregosos em velocidade vertiginosa!
Tudo que eu podia fazer era seguir em frente!
Embora tudo aquilo parecesse loucura Ele ficava dizendo:
"Pedale, pedale!!!" Eu ficava preocupado e ansioso, e perguntava:
"Para onde o Senhor está me levando?"
Deus apenas ria e não me dava uma resposta
e eu me vi começando a confiar Nele.
Logo me esqueci da minha vida entediante
e comecei a participar da aventura.
Quando dizia que estava assustado,
Ele virava-se para trás e tocava minha mão.
Deus levou-me até pessoas com dons de que eu precisava;
dons da aceitação e da alegria, dentre outros.
Essas pessoas deram-me ajuda a prosseguir na minha jornada.
Isto é, nossa jornada, de Deus e minha.

E nós partimos novamente. Então
Ele me disse: "Desfaça-se dos dons,
são bagagem extra, pesam demais!
"Então eu os dei para as pessoas
que encontramos e descobri que quanto
mais eu os dava, mais eu recebia!
E, além disso, o meu fardo ficava mais leve!
A princípio, eu não confiei muito em Deus quando
Ele assumiu o controle da minha vida. Achei que
Ele a destruiria. Mas o Senhor conhecia os
"segredos" da bicicleta, sabia como incliná-la
para fazer curvas fechadas, pular para evitar
lugares cheios de pedras, aumentar a velocidade
para encurtar os caminhos difíceis.
Também estou aprendendo a calar-me e pedalar
nos lugares mais complicados e aprendi a apreciar
a paisagem e a brisa fresca em meu rosto com
o meu ótimo e constante companheiro, Deus.
E quando estou certo de que não posso mais seguir em frente,
Ele apenas sorri e diz:” - Pedale..."

Autor:Desconhecido
Os japoneses sempre adoraram peixe fresco. Porém, as águas perto do Japão não produzem muitos peixes há décadas.

Assim, para alimentar a sua população, os japoneses aumentaram o tamanho dos navios pesqueiros e começaram a pescar mais longe do que nunca. Quanto mais longe os pescadores iam, mais tempo levava para o peixe chegar. Se a viagem de volta levasse mais do que alguns dias, o peixe já não era mais fresco. E os japoneses não gostaram do gosto destes peixes. Para resolver este problema, as empresas de pesca instalaram congeladores em seus barcos. Eles pescavam e congelavam os peixes em alto-mar. Os congeladores permitiram que os pesqueiros fossem mais longe e ficassem em alto mar por muito mais tempo.

Os japoneses conseguiram notar a diferença entre peixe fresco e peixe congelado e, é claro, eles não gostaram do peixe congelado.

Então, as empresas de pesca instalaram tanques de peixe nos navios pesqueiros. Eles podiam pescar e enfiar esses peixes nos tanques, como "sardinhas".Depois de certo tempo, pela falta de espaço, eles paravam de se debater e não se moviam mais.
Eles chegavam vivos, porém cansados e abatidos.
Infelizmente, os japoneses ainda podiam notar a diferença do gosto.
Por não se mexerem por dias, os peixes perdiam o gosto de frescor.

Os consumidores japoneses preferiam o gosto de peixe fresco e não o gosto de peixe apático. Como os japoneses resolveram este problema?
Como eles conseguiram trazer ao Japão peixes com gosto de puro frescor?
Se você estivesse dando consultoria para a empresa de pesca, o que você recomendaria?

Antes da resposta, leia o que vem abaixo:

Quando as pessoas atingem seus objetivos - tais como : quando encontram uma namorada (o)/esposa (o) maravilhosa (o), quando começam com sucesso numa empresa nova, quando pagam todas as suas dívidas, ou o que quer que seja, elas podem perder as suas "paixões".Elas podem começar a pensar que não precisam mais trabalhar tanto, amar tanto, esforçar-se tanto, então, relaxam. Elas passam pelo mesmo problema dos ganhadores de loteria, que gastam todo seu dinheiro no "relaxamento" do estado, o mesmo problema de herdeiros, que nunca crescem e produzem, e de donas-de-casa, entediadas, que ficam dependentes de remédios de tarja preta. Para esses problemas, e inclusive no caso dos peixes dos japoneses, a solução é bem simples.
L. Ron Hubbard observou, no começo dos anos 50:

"O homem progride, estranhamente, somente perante a um ambiente desafiador".

Quanto mais inteligente, persistente e competitivo você é, mais você gosta de um bom problema. Se seus desafios estão de um tamanho correto e você consegue, passo a passo, conquistar esses desafios, você fica muito feliz.
E grande perante você mesmo. Você pensa em seus desafios e se sente com mais energia. Você fica excitado e com vontade de tentar novas soluções.

Você se diverte. Você fica vivo!

Para conservar o gosto de peixe fresco, as empresas de pesca japonesas ainda colocam os peixes dentro de tanques, nos seus barcos.
Mas, eles também adicionam um pequeno tubarão em cada tanque.
O tubarão come alguns peixes, mas a maioria dos peixes chega "muito vivo". E fresco no desembarque.

Tudo porque os peixes são desafiados, lá nos tanques.

Portanto, como norma de vida, ao invés de evitar desafios, pule dentro deles. Massacre-os. Curta o jogo. Se seus desafios são muito grandes e numerosos, não desista, se reorganize! Busque mais determinação, mais conhecimento e mais ajuda. Se você alcançou seus objetivos, coloque
objetivos maiores. Uma vez que suas necessidades pessoais ou familiares forem atingidas, vá ao encontro dos objetivos do seu grupo, da sociedade e, até mesmo, da humanidade. Crie seu sucesso pessoal e não se acomode nele. Você tem recursos, habilidades e destrezas para fazer a diferença.

"Ponha um tubarão no seu tanque" e veja quão longe você realmente pode chegar.

Autor:Desconhecido