sexta-feira, 27 de abril de 2012

Não devemos nos iludir com as aparências:o tambor, apesar de todo barulho que faz está somente cheio de ar.

 


 Peixe em postas

 

 Um homem foi promovido e super contente com a promoção tão almejada ofereceu um jantar ao seu chefe.
Sabendo que o senhor em questão adorava peixe, pediu que sua esposa preparasse um peixe para o referido jantar.

Bem, ele mesmo foi ao mercado e escolheu um lindo peixe, inteiro e já sonhava com o mesmo sobre a mesa, exuberante, inteiro, maravilhoso, apetitoso.
Chegado o dia do jantar, todos à mesa, muita alegria e finalmente o peixe foi servido.

Oras, não estava inteiro, estava em postas. Muito gostoso por sinal, mas o visual do peixe não era exatamente como ele tinha tanto imaginado.

Sendo um homem extremamente elegante, ao término do jantar, com muita delicadeza questionou sua esposa o porque o peixe tivera sido servido em postas e não inteiro.
Ela respondeu que assim tinha feito pois tinha aprendido com sua mãe que a melhor forma de se servir um peixe muito gostoso era cortando em postas.

O homem ficou pensativo, questionava-se o porque?
Algum tempo depois, visitando sua sogra lembrou-se da estória e a indagou do porque o peixe seria mais saboroso servido em postas.

Ela respondeu imediatamente que não sabia, mas que assim tinha aprendido com sua mãe.

O homem continuou muito pensativo.

Um dia, visitando a vovó, lembrou-se do peixe e a questionou.
- Querida, sua neta fez um peixe delicioso, parece inclusive que é um prato tradicional da família, mas foi servido em postas e tanto ela quanto sua filha disseram que o peixe para ser muito saboroso tem de ser servido em postas, jamais inteiro e eu queria saber o segredo disto.

A vovó deu muita risada e respondeu,
- Não meu querido, aliás o peixe inteiro deve ser muito mais gostoso, ocorre que quando menina ao aprender a fazer o peixe, éramos muito pobres e a nossa panela era pequena, não tínhamos nenhum recipiente grande para prepararmos, portanto cortávamos em postas para caber na panela.

Deste modo, tanto minha filha como minha neta aprenderam desta maneira, mas somente porque era uma contingência da época.

Autor:Desconhecido

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário