sexta-feira, 6 de abril de 2012

 "Antes de reclamar das coisas que você está perdendo,
  verifique o que vai ocupar o lugar que elas deixaram vago... 


 

Que tal hoje não se levar muito a sério?

 

 

 

Você mesmo vá até a frente do espelho e prometa a si próprio que não vai se levar muito a sério neste dia... Muitas das nossas atribulações se devem ao fato de que nos levamos demasiadamente a sério.

É claro que precisamos nos levar a sério. Um dos ingredientes mais importantes de uma vida feliz e equilibrada é a auto-estima, é você gostar de si mesmo, se amar e se respeitar. Mas se você começar a achar que é o centro do mundo e que tudo tem que girar em torno de você, as coisas vão ficar difíceis para o seu lado. Portanto, não exagere.

Já que estamos tratando de seriedade, talvez fosse bom prometer também que nesse dia você não vai levar os outros muito a sério. Por quê? Ora, se você já prometeu não se levar a sério demasiadamente, é claro por que não pode estender isso também aos seus semelhantes? Não quer dizer que você deixe de respeitar os outros. O erro está em dar uma importância exagerada à opinião alheia, deixando que isso interfira na nossa vida, a ponto de nos bloquear e nos limitar naquilo que fazemos. Portanto, novamente, não exagere.

Para completar essa revolução, e já que nesse dia você já resolveu que não vai levar demasiadamente a sério os outros e até a si mesmo, aproveite então para não levar nada demasiadamente a sério. Ora, é preciso levar a vida a sério. É preciso ter responsabilidade, mas também é necessário ter sempre em mente que as coisas passam...
Tudo está sempre mudando, sempre se modificando, sejam emoções, sentimentos, conhecimentos, situações, relacionamentos...
Então levar as coisas a sério, como se elas fossem eternas e imutáveis, é uma fonte de problemas. Por isso, novamente, não exagere. O segredo está exatamente aí!

Aliviado agora da carga de uma excessiva seriedade que, no final das contas, é apenas uma fonte de ansiedade e estresse, você está sorridente e leve como uma criança; e é exatamente assim que deve sair para o mundo. Como uma criança. Alegre, disposto, com os olhos de descoberta.
Experimente olhar o mundo hoje como se ele tivesse sido inventado agora! Divirta-se!
Clotilde Tavares

Nenhum comentário:

Postar um comentário