quinta-feira, 12 de abril de 2012

Apesar do que somos

 


Certo homem andava muito triste por não ter conseguido ajudar a um colega de muitos anos.

Começou a refletir que era ainda muito imperfeito: não era dinâmico como queria; portava-se egoísticamente em certos momentos; faltava-lhe coragem para realizar determinados planos; queria ser mais paciente e não conseguia; quando alguém lhe expunha um problema, não sabia o que fazer.


Enfim, descobriu que não era o super-homem...


Encontrando grande amigo, comenta-lhe de sua decepção por ser ele quem era...


O companheiro medita por instantes e serenamente lhe diz:


- Não permita que a decepção lhe tome o coração. Somos o que somos; o mais importante é o quanto já melhoramos e tanto bem que podemos fazer, mesmo com nossas imperfeições...


Hoje somos melhores do que ontem em conduta e caráter.


A árvore não cresce de um dia para o outro. Ela necessita de vários anos e estações. Faça o melhor a cada dia.


Lembre-se de que, mesmo no pântano, nascem os lírios de rara beleza.


Mesmo imperfeitos, espalharemos o bem e a luz.

Do Livro Reflexões Para a Paz

Nenhum comentário:

Postar um comentário