sábado, 12 de maio de 2012

♥♥ Acabe com a escuridão ♥♥♥

 



- É como me sinto. Como aquela árvore ali no quintal. Disse o velho homem quando entrei no lugar.

Eu não o pude ver a princípio. Era um lindo dia ensolarado, mas seu lugar era escuro. Tentei me ajustar à mudança rapidamente. Finalmente, depois de esquadrinhar o pequeno lugar eu vi sua silhueta.

- Escondendo-se de alguém? Perguntei.
- Do mundo! Ele respondeu.

- Eu nunca fui capaz de fazer isto, embora tenha tentado. Eu finalmente compreendi que eu não posso me esconder do mundo se sou uma parte dele. Então, depois de lutar com a idéia, eu decidi que se sou uma parte dele, então eu também sou responsável por ele. Minha meta desde então é deixar atrás de mim uma impressão positiva. Não a de um homem que se escondia. Eu disse.

- Bem... Certo... É uma forma de ver as coisas. Ele disse.

- Agora, fale-me sobre a árvore que você vê.

- Pois é, está toda curvada. O peso da neve a fez curvar-se até quase tocar o chão. Ele disse.

- E isso não é lindo? Quando vinha para cá vi centenas de árvores como esta. O sol brilhava sobre cada um dos ramos. Eu disse.

- Estas árvores estão curvadas por causa do peso. Vejo isto como tristeza. Ele disse.

- Mas as fortes sempre se erguem novamente. Aquela neve, assim como as preocupações que nós, seres humanos, carregamos conosco, se acumulam lentamente até que a árvore não pode mais ficar ereta. As fortes dobram-se com o peso, mas nunca caem. E a diferença entre você e aquela árvore é que você tem uma escolha. Pode ficar parado e segurar todas as suas preocupações e problemas até que você caia ao chão ou você pode se sacudir e movimentar-se. Eu lhe falei.

- Hmmmmm.

- Mas como aquela árvore, nós dependemos da luz. O calor do sol a ajuda a crescer. O mesmo sol fará desaparecer aquilo que a ameaça. Deus é minha luz. Dependo Dele para crescer. Quando carrego uma preocupação e meus dias ficam escuros e frios, viro-me em direção à Luz e desaparecem meus temores.


Repentinamente, o velho senhor levantou-se e disse,

- Como está brilhando lá fora!

E você, como está passando pela vida? Arrastando-se entre velhas memórias, desafios, preocupações e dores? Chegou a um ponto em que você se sente tão curvado que não mais consegue levantar-se?


As árvores não têm escolha. Que desculpa você tem vendido a si mesmo que o permitiu chegar, neste momento da sua vida, à um jeito que você não pode mais mover-se?


A luz de Deus brilha na escuridão e começa por dentro. E tudo começa quando você se solta e O deixa tomar o controle.


Acabe com a escuridão... Bem-vindo à Luz!


Tradução de Sergio Barros

Nenhum comentário:

Postar um comentário