quarta-feira, 24 de novembro de 2010


FELICIDADE:
HOJE ESTOU MUITO FELIZ!!! 
Exclamou o Homem ao acordar. 
Olhou no espelho e deparou-se com um sorriso nunca antes visto e decidiu que aquela alegria não deveria ficar dentro de quatro paredes, seu destino era ganhar o mundo.
Preparou a melhor roupa, o melhor sapato e pôs o perfume com que mais se identificava com a sua alegria naquela manhã. 
A alegria era tanta que nem quis sair de carro, preferiu caminhar, porém, logo na primeira esquina presenciou o atropelamento de um senhor idoso, gritou para o motorista ajudar mas o mesmo correu sem prestar ajuda. Deu assistência enquanto o socorro não chegou. 
Depois do ocorrido, suspirou e disse que tudo aquilo era uma fatalidade do destino e que não acabaria com a sua alegria. 
Continuou sua caminhada de felicidade e em um desses cruzamentos da vida viu uma criança pedindo esmola, o guri talvez, não tivesse mais de seis anos, parou, observou e por fim chamou a criança e fez uma pergunta:
Você está sozinho? 
A criança com um pouco de medo, respondeu ao Homem: 
“Não senhor, estou com o meu irmão” e o Homem insistiu... e seus pais onde estão? 
A criança agora já sem medo, disse-lhe: 
“Eles morreram, eu e meu irmão estamos pedindo um dinherinho para comer um pão, estamos com fome”. 
A lágrima chegou-lhe a face e disfarçou para o guri não perceber, pegou a carteira tirou alguns trocados deu ao menor e seguiu caminho mesmo sabendo que em poucas horas a mesma cena tornaria a acontecer.
Esforçou-se muito para não perder sua alegria , contudo em cada esquina da vida deparava-se com cenas nunca vistas antes, pessoas mau humoradas, brigas, assaltos, tudo que estava contra a sua alegria naquele dia.
"Sem demora voltou para casa as pressas, trancou-se no quarto e pôs-se a chorar e depois de algumas horas de prantos, resolveu tomar uma decisão...pegou algumas tintas para pintar um belo quadro, mas a lembrança dos fatos que tinha presenciado não o deixava traçar uma linha colorida, triste novamente passou a chorar e não percebeu que sua mão estava cheia de tinta branca e quando os soluços pararam um pouco, ainda não tinha percebido que seu rosto estava parcialmente branco, apenas o nariz estava vermelho de tanto choro. 
Alguém bateu à porta e quando ele abriu a pessoa quase morre de tanto rir. 
Ele sem entender bateu a porta e pensou: 
“As pessoas não devem rir da tristeza dos outros” e ao chegar no banheiro e deparar-se com o espelho viu uma imagem diferente e não imaginava que essa diferença mudaria sua vida para sempre. 
Riu da situação e voltou correndo a rua para pedir desculpas à pessoa que antes não tinha atendido com atenção, como a pessoa já estava longe tentou andar rápido e quanto mais andava com aquele rosto branco e o nariz vermelho de tanto chorar, as pessoas passaram a rir, rir e riam cada vez mais. 
Ele parou pois já estava cansado e foi aí, que, aquele menino que antes pedia dinheiro para matar a fome foi até o Homem e disse: 
“Palhaço me dá uma abraço” , ele sem entender ficou da mesma altura da criança, deu um forte abraço de amigo e a criança tornou a falar:
“Logo cedo um Homem passou aqui e deu dinheiro para mim e meu irmão e agora o senhor Palhaço me dá um abraço bem legal...
HOJE ESTOU MUITO FELIZ” . 
O Homem voltou para casa com um sorriso bobo no rosto e novamente diante do espelho disse par si mesmo:

“O Palhaço é muito mais que uma Fantasia colorida é o mensageiro de

                              Paz, Luz e Harmonia Divina”

Nenhum comentário:

Postar um comentário