segunda-feira, 18 de julho de 2011

Eu espero...
Sua atenção, mesmo quando sou incapaz de ver
ou ouvir o que você necessita...
Eu lhe cobro amor quando eu mesmo não sei me amar...
Eu espero um telefonema seu, só para saber se nossa amizade existe; mas nunca faço o mesmo por você...
Eu lhe cobro companheirismo mas sou o primeiro
a não lhe acompanhar...
Eu espero teu perdão quando não sei perdoar...
Temos uma infindável lista de esperas e cobranças dentro de nosso convívio familiar, afetivo, nas amizades, em ambiente de trabalho e a qualquer setor de nossa vida.
Esperamos sempre...
Cobramos sempre...
Sem darmos conta que estamos cobrando de nós mesmos.
Nosso orgulho, ego e egoísmo nos cegam a ponto de culparmos tudo e a todos pelas nossas frustrações e infelicidades; mas esquecendo que elas são somente
os frutos que plantamos.
Podemos chamar de lei de ação e reação ou de lei
cósmica ou lei de retorno, mas, temos a cada segundo
de vida a oportunidade de plantarmos e jogarmos as sementes daquilo que queremos colher mais à frente, afinal, a escolha do plantio é puramente nossa.
Está na hora de despertar para uma consciência maior, mais madura e sincera para com aquilo que queremos .
...e viver cada dia da melhor forma que puder, dando o melhor de nós àqueles que nos rodeiam e a nós mesmos...
Afinal, se existe o plantio, a colheita é inevitável. 
Autor:Desconhecido

Nenhum comentário:

Postar um comentário