quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Nós Mulheres


Enfrentamos a vida com garra e uma energia quase sobrenatural.
Eficientes e dinâmicas, a maioria trabalham o dia todo nas mais difersas áreas, e as vezes ainda se dedicam a alguma tarefa beneficente. 
Mulheres solteiras, mães, esposas, donas-de-casa, empresárias ou funcionárias possuem uma força sobrenatural mesmo sendo chamadas de sexo frágil, porque a força feminina, mais do que no corpo estão na alma e no coração.
Essas "poderosas" tem uma energia instintiva, intuição prática, inteligência emocional e uma energia incondicional para alcançar seus objetivos.
Poder único, original que mesmo sendo difícil definir só nós mulheres sabemos perfeitamente o q é.
Chegamos ao que somos por meio de um atalho pavimentado de tormentas e paixões, tanto que nos tornamos especialistas em dificuldades e sabemos que a superamos com maestria e sempre de alguma forma temos o nosso premio.
As vezes exigir-nos tanto tem um preço, chega o cansaço a sensação de não ver seus esforços, reconhecidos, algo que não dá certo.Isso é normal mas precisamos ficar atentas aos chamados do nosso corpo, precisamos recuperar nossas energias.
Nós acostumamos dar tempo aos nossos anseios e desejos, para aquilo que nosso corpo precisa?
É necessário sempre agradou as mulheres cuidar da beleza, porque convenhamos isso nos faz muito bem!
O charme e a sedução sempre foram nossas carcterísticas e não seria justo conosco mesmas deixarmos de lado o cuidado com nossa beleza.
Merecemos isso.
Precisamos parar e cuidar de nós mesmas sem termos a sensação de estarmos perdendo tempo e sim ganhando energias ter o comando do nosso tempo, curtir tanto a companhia como a solidão.
Estar só também é uma opção, imensa em atividades de uma própria escolha, porque solidão também é um ganho pessoal.
Viver com plenitude e feliz, simplismente viver com garra, amor e paixão.
Ter vida ser guerreira, lutar mas, não deixar de sonhar.
Com muito orgulho ser MULHER!!!!

Texto de Inez Valezi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário