quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Almas Tunadas

Assim como os carros,
nós nascemos equipados com o que
precisamos para viver a nossa vida,
percorrer a nossa estrada.

Assim como os carros,

apresentamos diferenças mesmo
entre pessoas da mesma família,
em comparação com
carros do mesmo modelo.
Uns tem mais força no motor,
outros são mais estáveis,
uns “bebem mais”,
outros são tão econômicos
que dá até gosto!

Assim como os carros,

alguns saem de fábrica com
“defeitos” crônicos,
que mesmo após muitos reparos,
não vão ser resolvidos totalmente,
mas poderão garantir um
tempo de vida maior.

Assim como os carros,

nossos equipamentos vão se
desgastando com o tempo,
pedindo manutenção regular,
e quanto mais atenção damos aos
equipamentos que compõem o carro,
mais “inteiro” ele fica,
As vezes pequenas peças que não
damos atenção é que causam
uma série de problemas.

Assim como o nosso corpo,

quando deixamos um pequeno
problema sem cuidado,
ele vai crescendo,
se espalhando
e causando outros problemas,
até que um dia,
o carro para na rua e nem
empurrando sai do lugar.

Ai,

só chamando a emergência,
digo, o guincho,
para rebocar até a oficina,
digo, hospital…

Mesmo com todas essas possibilidades,

muitos reclamam do carro que tem,
digo, da vida,
pois ficam comparando o seu modelo
com outros mais luxuosos,
e ficam olhando o “air-bag” do próximo,
o “freio abs” do vizinho,
os pneus radiais da vizinha…e assim,
nessa comparação inútil,
esquecem que podemos “tunar”
nossos carrinhos e transformá-los
em um carrão.

Qualquer um pode com esforço

modificar o seu próprio carro.
Alguns escolhem melhorar a potência,
querem um motor mais forte,
outros investem em segurança,
querem freios modernos,
cintos reforçados,
air-bags em todas ás portas,
e outros ítens que
julguem importantes.
Há ainda, os vaidosos,
que adoram embelezar os carros e
nunca estão contentes com o que tem
(não estranhe se conhecer pessoas assim),
para isso aumentam a frente,
rebaixam a suspensão,
colocam um “som”
que lembra uma discoteca,
faróis de neom,
xenom ou o que for mais “on”.

Como os carros,

procure adquirir para a sua vida,
equipamentos úteis,
como justiça, serenidade, caridade,
esteja pronto para servir,
levando seja quem for,
para onde precisar,
sem perguntar como,
porque, com quem,
simplesmente, como o carro,
ser um instrumento de servir,
ponte para ligar pessoas,
cobrir distâncias, unir estradas,
pois um dia, assim como os carros,
deixaremos aqui na Terra somente
a carcaça velha e abandonada,
corroída pela ferrugem e pelo tempo,
e de nós, assim como os carros,
restaram as lembranças,
boas ou más, daquilo que fizemos,
da participação que tivemos na
vida das pessoas.

Porque carros podemos embelezar

com acessórios, mas a alma,
pede atitudes que a perfumam,
enobrecem, eternizam…

Existem carros

que se tornam relíquias,
não tem preço,
assim como você,
que eu espero ver rodando,
por toda a eternidade.

Eu acredito em você 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário